Amazonas Destaques Manaus Polícial

Wilson Lima se recusa a entregar senhas de seus celulares

O governador Wilson Lima (PSC) se recusou a fornecer a senha de dois celulares apreendidos nesta terça-feira (30/6) na Operação Sangria, deflagrada pela Polícia Federal para investigar fraude e superfaturamento nas ações de combate à pandemia do novo coronavírus no estado. A informação é do G1.

O governador foi alvo de busca e apreensão determinada pelo ministro Francisco Falcão, do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Ele estava em Brasília quando os mandados foram cumpridos. A Polícia Federal chegou a pedir a prisão do governador, mas o ministro negou. Na operação, a secretária de Saúde do Amazonas foi presa.

Investigados têm o direito de não entregar senhas, embora a praxe seja entregar. Nessa hipótese, a perícia policial tentará ter acesso, o que dificulta o trabalho dos investigadores. Nesses casos, eles costumam interpretar a recusa como resistência em colaborar com as investigações.
No decorrer do inquérito, isso pode ser usado, junto com outros elementos, como indício de que tentava esconder algo.
Em nota, a assessoria do governador informou que o celular é de uso pessoal e tem informações de caráter familiar que, segundo ele, não são de interesse da investigação.

Publicações relacionadas

Seleção enfrenta Peru pela segunda rodada das Eliminatórias da Copa

Redação

Chega de farsa! Lindora também é da Lava Jato. E a teoria do espantalho

Redação

EUA declaram emergência nacional por causa do coronavírus

Redação

Deixe uma resposta