Amazonas Destaques Manaus

Wilson Lima não acerta uma na saúde

O governador Wilson Lima (PSC) não consegue dar uma bola dentro na área da saúde. O caos no sistema de saúde do Amazonas é exposto diariamente na mídia nacional e até internacional, sendo o primeiro a colapsar e obrigando o Governo Federal a socorrer, mesmo o Estado batendo recorde na arrecadação em 2019 e no primeiro trimestre deste ano, com superávit de mais de R$ 4 bilhões de reais. Em apenas um mês a capacidade de atendimento do hospital Delphina Aziz, a unidade de referência para o tratamento de coronavírus, esgotou-se e os profissionais de saúde continuam com pagamentos atrasados em até cinco meses.

✅ Falta de gestão

O governador errou ao alugar por R$ 2,6 milhões o hospital da Nilton Lins quando tinha três andares no Delphina Aziz desativados. Foi preciso o Governo Federal intervir para obrigar o governador a iniciar a ampliação em 350 leitos no Delphina. O início das atividades do hospital da Nilton Lins atrasou e as mortes por coronavírus só aumentam. Já são 71 óbitos e outros 11 estão em investigação. A letalidade no Delphina Aziz é maior que a da rede privada local e bem acima da média nacional.

✅ Testes se acumulam

O Estado não dá conta de realizar os testes para coronavírus. Mais de 600 pessoas com sintomas da doença aguardam o resultado do teste que agora demora mais de 4 dias. As medidas de restrição de circulação não surtiram o efeito desejado e o Amazonas é o líder no ranking nacional de números de casos e de mortes de Covid-19 por grupo de 100 mil habitantes. E no meio de tudo isso, trocou o comando da Susam importando uma biomédica de São Paulo em total desprestígio aos profissionais locais. A troca foi criticada até pelo ministro da Saúde, Henrique Mandetta, que considerou a substituição temerária.

✅ Amazonas tem respiradores

Um levantamento feito pelo deputado Dermilson Chagas (sem partido) mostra que o Amazonas tem 899 respiradores na sua rede de saúde, segundo o DATASUS – Sistema de Informática do SUS. Eles estão espalhados nas centenas de unidades de saúde. Só em Manaus são 844 respiradores, equipamento vital para a sobrevivência dos infectados pela COVID-19. Mas no Delphina Aziz, hospital de referência, só tem 69 respiradores. É isso depois do aporte de Governo Federal.

✅ Não sabe o que tem

Dermilson Chagas diz que o Governo não sabe sequer o que está disponível na rede. A situação seria outra se a equipe do governador remanejasse os equipamentos para o Delphina Aziz. “Temos 899 respiradores e o Delphina dispõe apenas de 69. Um escândalo”, criticou.

✅ Contenção de crise

O certo é que o governador e sua equipe de saúde agem no improviso. Agora, a equipe de contenção de crise do hospital Sírio Libanês, enviada pelo Governo Federal, vai tentar colocar ordem na casa com a instalação de um gabinete de crise hospitalar.

✅ Socorro aos estados

Os oito deputados da bancada do Amazonas Câmara Federal votaram a favor do projeto de socorro aos estados na crise causada pelo coronavírus. Segundo líderes da Câmara, o efeito do texto-base aprovado nas contas públicas é de R$ 89,6 bilhões. O presidente Jair Bolsonaro deve vetar o texto, que ainda vai passar pelo Senado.

✅ Novo presidente do TJA

O desembargador Domingos Jorge Chalub deverá ser eleito nesta terça-feira (14) presidente do TJA, com a votação acontecendo por videoconferência.

✅ Salário de funcionários

Prefeito Arthur Neto confirma o pagamento em dia dos salários dos funcionários municipais. “O ajuste fiscal que fizemos nos permite manter a regularidade”, disse.

✅ Trânsito liberado

O trânsito de veículos foi liberado na av. Constantino Nery, na altura onde estão acontecendo obras do complexo viário

COMPARTILHE

Publicações relacionadas

Em jogo inédito, Amazonas e Manaus duelam pela liderança do Barezão

admin

Adolescente morre e quatro são baleados após criminosos atirarem contra homem em rua de Manaus

admin

Em um mês sem aulas presenciais, secretário Luís Fabian empenha mais de R$ 66 mi da Seduc

admin

Deixe um comentário