Sem categoria

Wilson Lima na mira da CPI do Senado que investiga gastos da pandemia

Manaus – O governador do Amazonas, Wilson Lima, já está na mira da CPI da Pandemia, iniciada nesta terça-feira (13) no Senado Federal. Em declaração ao colunista do ‘O Globo’, jornalista Lauro Jardim, o autor do pedido de instauração da Comissão, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), sugeriu que a investigação da CPI comece pelo Amazonas. “Pode começar ouvindo o governador do Amazonas”, disse.

No Estado, Wilson Lima tem muito a explicar, começando pela compra de respiradores mecânicos em uma loja de vinhos, passando pelo contrato de aluguel de um hospital de campanha, sem esquecer, ainda, dispensas de licitações e contratos suspeitos que fizeram parte do relatório da CPI da Saúde – finalizada em setembro do ano passado na Assembleia Legislativa do Estado (ALE).

A sugestão já tem apoio de parlamentares do Amazonas, incluindo o deputado estadual Wilker Barreto (Podemos), que já acenou pedir apoio do senador Alexandre Girão (Podemos) para solicitar a convocação do governador Wilson Lima.

“Liguei para o senador Eduardo Girão, que é um dos autores da CPI no Senado, e se eu não tiver apoio da ALE para abertura da CPI na Assembleia (do Amazonas) eu vou reunir todos os documentos e vou entregá-los para a CPI do Senado. Vou ficar constrangido, mas vou entregar os documentos para que investiguem para onde foi o dinheiro que ceifou vidas no nosso Amazonas”, declarou.

Sem saber quando a CPI na ALE terá mais assinaturas, Wilker questionou seus seguidores quanto a importância da CPI. “É um assunto que interessa ao Brasil, mas não interessa ao Amazonas. Se interessa ao Senado, por que não interessa à Assembleia Legislativa?”, indagou.

O parlamentar amazonense ainda afirmou que a omissão da ALE fará com que o Brasil reconheça os desvios de recursos com o dinheiro na pandemia. “Não assinar (o requerimento de instalação da CPI) é um gesto de omissão desta Casa. Esta Casa está calada. Vai ser vergonhoso quando o Senado da república encontrar materialidade de desvios de recursos”, pontuou.

Sobre o assunto, o colunista especializado em Política Cláudio Humberto, pontuou que a crise no Amazonas pode virar um trunfo do governo federal. “Governistas avaliam que vai ser possível demonstrar na CPI que recursos não faltaram para o Amazonas, nem para os municípios. No total, para o Estado, o governo federal destinou R$1,4 bilhão, dos quais R$487 milhões serviram para ações vinculadas a luta contra pandemia e R$890 milhões para compensar perdas fiscais”, escreveu.

Ainda sobre o tema, o colunista afirma: “o governo repassou uma grande quantidade de recursos não só para o estado do Amazonas, mas também para o município de Manaus”.

Ontem, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), leu na ontem o requerimento para a abertura da CPI da Covid, que apura a omissão do governo federal na pandemia. Dois senadores do Amazonas – Eduardo Braga (MDB) e Omar Aziz (PDS) já foram indicados para compor a comissão.

Fonte: D24am. Leia mais em https://d24am.com/politica/wilson-lima-na-mira-da-cpi-do-senado-que-investiga-gastos-da-pandemia/

Publicações relacionadas

Bolsonaro deverá apoiar EUA contra o Irã

Redação

Manaus já tem 14 pré-candidatos a prefeito

Redação

Governo prorroga pagamento do auxílio emergencial; veja quem recebe

Redação

Deixe uma resposta