Sem categoria

Wilson Lima na mira da CPI do Senado que investiga gastos da pandemia

Manaus – O governador do Amazonas, Wilson Lima, já está na mira da CPI da Pandemia, iniciada nesta terça-feira (13) no Senado Federal. Em declaração ao colunista do ‘O Globo’, jornalista Lauro Jardim, o autor do pedido de instauração da Comissão, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), sugeriu que a investigação da CPI comece pelo Amazonas. “Pode começar ouvindo o governador do Amazonas”, disse.

No Estado, Wilson Lima tem muito a explicar, começando pela compra de respiradores mecânicos em uma loja de vinhos, passando pelo contrato de aluguel de um hospital de campanha, sem esquecer, ainda, dispensas de licitações e contratos suspeitos que fizeram parte do relatório da CPI da Saúde – finalizada em setembro do ano passado na Assembleia Legislativa do Estado (ALE).

A sugestão já tem apoio de parlamentares do Amazonas, incluindo o deputado estadual Wilker Barreto (Podemos), que já acenou pedir apoio do senador Alexandre Girão (Podemos) para solicitar a convocação do governador Wilson Lima.

“Liguei para o senador Eduardo Girão, que é um dos autores da CPI no Senado, e se eu não tiver apoio da ALE para abertura da CPI na Assembleia (do Amazonas) eu vou reunir todos os documentos e vou entregá-los para a CPI do Senado. Vou ficar constrangido, mas vou entregar os documentos para que investiguem para onde foi o dinheiro que ceifou vidas no nosso Amazonas”, declarou.

Sem saber quando a CPI na ALE terá mais assinaturas, Wilker questionou seus seguidores quanto a importância da CPI. “É um assunto que interessa ao Brasil, mas não interessa ao Amazonas. Se interessa ao Senado, por que não interessa à Assembleia Legislativa?”, indagou.

O parlamentar amazonense ainda afirmou que a omissão da ALE fará com que o Brasil reconheça os desvios de recursos com o dinheiro na pandemia. “Não assinar (o requerimento de instalação da CPI) é um gesto de omissão desta Casa. Esta Casa está calada. Vai ser vergonhoso quando o Senado da república encontrar materialidade de desvios de recursos”, pontuou.

Sobre o assunto, o colunista especializado em Política Cláudio Humberto, pontuou que a crise no Amazonas pode virar um trunfo do governo federal. “Governistas avaliam que vai ser possível demonstrar na CPI que recursos não faltaram para o Amazonas, nem para os municípios. No total, para o Estado, o governo federal destinou R$1,4 bilhão, dos quais R$487 milhões serviram para ações vinculadas a luta contra pandemia e R$890 milhões para compensar perdas fiscais”, escreveu.

Ainda sobre o tema, o colunista afirma: “o governo repassou uma grande quantidade de recursos não só para o estado do Amazonas, mas também para o município de Manaus”.

Ontem, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), leu na ontem o requerimento para a abertura da CPI da Covid, que apura a omissão do governo federal na pandemia. Dois senadores do Amazonas – Eduardo Braga (MDB) e Omar Aziz (PDS) já foram indicados para compor a comissão.

Fonte: D24am. Leia mais em https://d24am.com/politica/wilson-lima-na-mira-da-cpi-do-senado-que-investiga-gastos-da-pandemia/

Publicações relacionadas

Deputado Dermilson Chagas levará pleitos dos pescadores do Amazonas para debate nacional

Redação

OS quer atrapalhar investigações da CPI da Saúde, diz deputado

Redação

Sociedade cobra ação contra aumentos no preço da gasolina em Manaus

Redação

Deixe uma resposta