Cotidiano Amazonas Destaques

Wilker critica manobra da base do Governo na Aleam para impedir o andamento da CPI da Saúde

Membro da Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga irregularidades na Saúde do Amazonas entre os governos de 2011 e 2020, a CPI da Saúde, o deputado estadual Wilker Barreto (Podemos) criticou nesta quinta-feira, 28, o pedido de Mandado de Segurança ingressado à Justiça pela base governista na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) para suspender os trabalhos da comissão investigadora. O parlamentar afirmou que a petição tem o objetivo de impedir o início das investigações e prejudicar o andamento da CPI, que irá fiscalizar contratos e gestões na saúde do Estado.

A petição, impetrada pela vice-presidente da Casa e aliada do Governo, deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB), questiona a indicação dos membros feitos pelo presidente do Legislativo, Josué Neto, e pede a suspensão da designação dos membros para a CPI da Saúde. Mas para Barreto, a ação é mais uma tentativa da base do governo para impedir o andamento das investigações.

“É engraçado como a base governista não deixa a CPI trabalhar, os mesmos deputados que questionam os trabalhos são aqueles que sequer assinaram. Deixa a gente trabalhar, não estamos aqui para caça às bruxas não, vamos trabalhar de forma correta e direita, doa a quem doer. Tudo isso é medo ou é o quê?”, disse Wilker, que é líder da oposição na comissão.

O deputado ponderou, ainda, que a base governista só será a favor dos trabalhos da CPI quando a maioria dos membros forem aliados do Governo.

“Os que não assinaram dizem que são a favor da CPI, entretanto, só querem a maioria dos aliados do governo entre os membros. Assim, conseguiram defender a atual gestão e focar apenas no passado. Ai vira uma bagunça”, alertou Barreto.


Assessoria de Comunicação Deputado Estadual Wilker Barreto (PODEMOS)

Publicações relacionadas

Romero fará “live” nesta quinta para apresentar parte do projeto para a Educação

Redação

Josué anunciará deputado Fausto Júnior para o comando do PRTB municipal

Redação

Francisca Mendes fará três cirurgias cardíacas por dia a partir da janeiro

Redação

Deixe uma resposta