Amazonas Destaques Manaus

Vereador dança, peida e acha graça em vídeo gravado dentro do gabinete

Sociólogo vê quebra de decoro parlamentar

Tribunal Superior Eleitoral define data para decidir sobre Prefeitura de Coari

Senador do Ceará quer tirar Omar Aziz da presidência da CPI da Covid

Subida de águas deixa áreas de Manaus e municípios em alerta vermelho

Deputado evangélico investigado pelo STF aproveita passagem de Bolsonaro por Manaus

Os políticos do Amazonas não se cansam de passar vergonha. Não bastasse fazer do mandato uma fábrica de concessão de honrarias e homenagens, agora gravam vídeo no ambiente de trabalho para peidar na cara do povo e pedir para que acompanhe o “trabalho” deles. Foi o que protagonizou, na sexta-feira (23), o vereador William Alemão (Cidadania). Alemão, que foi eleito com 3.237 votos, gravou vídeo modinha do tiktok dançando dentro do gabinete o sucesso “um conto de fadas – O carpinteiro”.

Dança com assessores

Alemão é acompanhado por seus assessores, coça o saco e depois peida numa verdadeira sessão circense de horror e de falta de decoro. O vídeo foi postado nas redes sociais do vereador e viralizou. Enquanto isso, o Amazonas vive uma pandemia que já enlutou mais de 12 mil lares e vive sob o temor de uma terceira onda. O vereador disse que tudo não passou de uma brincadeira para anunciar um “sextou” (chegou a sexta-feira).

Contando os dias

Enquanto vereadores dançam, se esquecem que há 65 dias está dormindo nas gavetas do presidente da Casa, David Reis (Avante) o pedido de abertura da CPI da Amazonas Energia. O autor do pedido, vereador Rodrigo Guedes prega no deserto para surdos dançarinos.

Quebra de decoro

O sociólogo Carlos Santiago, do Comitê de Combate à Corrupção, diz que é dever da Comissão de Ética da Câmara, presidida pela vereadora Glória Carrate (PL), investigar se Alemão está usando o dinheiro público para trabalhar ou para se divertir, quebrando o decoro parlamentar. Alemão diz que enquanto ele “trabalha” na Câmara, os assessores percorrem os bairros”, consumindo gasolina paga pelo contribuinte.

Pazuello para governador

O evento da sexta-feira (23) no centro de Convenções Vasco Vasques, em Manaus, com a presença do presidente Jair Bolsonaro, ministros de Estado e do ex-ministro Eduardo Pazuello, foi um ensaio para uma possível candidatura de Pazuello ao Governo do Amazonas em 2022. A possibilidade foi anunciada pelo coronel Alfredo Menezes e ganhou até reportagem da Folha de São Paulo. A responsabilidade de Pazuello na crise de abastecimento de oxigênio hospitalar no Amazonas, que levou à morte dezenas de pessoas por asfixia, é um dos focos de investigação da CPI da Covid aberta no Senado.

Morre Levy Fidelix, presidente do PRTB

O fundador e atual presidente do PRTB, Levy Fidelix, morreu na noite desta sexta-feira (23) em São Paulo. A causa mortis não foi divulgada pela família. Fedelix ficou conhecido no Brasil por disputar, sem sucesso, várias eleições e por ser o autor do projeto do trem-bala que ligaria Campinas (SP) ao Rio de Janeiro. No Amazonas, Fidelix fazia do PRTB um balcão político, intervindo na executiva estadual conforme seus interesses.

Delegado federal vai esclarecer

O ex-superintendente da Polícia Federal no Amazonas, Alexandre Saraiva, vai prestar esclarecimentos na Câmara dos Deputados sobre a notícia-crime apresentada contra o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, ao Supremo Tribunal Federal. A Comissão de Legislação Participativa e a de Direitos Humanos e Minorias realiza audiência conjunta do tema na próxima segunda-feira (26). Saraiva liderou a investigação que resultou na apreensão histórica de 200 mil metros cúbicos de madeira ilegal na Operação Handroanthus.

Novo cidadão

Do jeito que as coisas andam, não será difícil imaginar algum deputado estadual apresentando projeto para homenagear o Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, mesmo sendo ele apontado por organizações ambientais como avalista intenso nas ações de desmatamento da Amazônia.

De olho na presidência da CPI

O senador Eduardo Girão (Podemos-CE) quer tirar a presidência da CPI da Pandemia das mãos do senador Omar Aziz. Girão fez um pronunciamento no Senado, pedindo que a sociedade brasileira se mobilize para apoiá-lo em sua pretensão de ser o presidente da CPI da Pandemia, no lugar do senador pelo Amazonas, Omar Aziz, que já tem o nome praticamente certo. O senador Eduardo Girão é o autor do requerimento que estendeu as investigações da CPI para os Estados e municípios. Girão diz que do jeito que foi formada, a comissão tem “interesses político-eleitoreiro”.

Paciente de Rondônia se recupera em Manaus

Vinda de Rondônia para Manaus durante a “Operação Gratidão” para tratamento da Covid-19, a última paciente deixou a capital amazonense ontem, depois da alta hospitalar, voltando ao seu estado de origem. Wanuzia de Souza Gomes, 51, ficou quase 30 dias internada na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Delphina Aziz.

Decisão sobre Coari

Será na semana que vem, dia 29, que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) finalmente decidirá se o prefeito eleito de Coari, Adail Filho retornará à Prefeitura ou sai de vez de cena, julgando os recursos que Adail impetrou. A decisão vai indicar se ele retorna à prefeitura ou se Coari terá novas eleições dentro de 40 dias (após sentença).

Subida das águas

A subida dos rios do Amazonas continua em ritmo acelerado. Quem quiser comprovar o cenário, é só aproveitar o final de semana e dar uma passada na “Manaus Moderna”, onde os barcos praticamente estão ancorados na calçada que dá acesso à pista. Em vários municípios a situação é de emergência.

Deputado evangélico aproveita palco

O deputado federal Silas Câmara (PRB) aproveitou a passagem de Bolsonaro de Manaus. Líder dos evangélicos no Congresso, reuniu grupo de pastores para encontro com o presidente e aproveitou para apresentar a esposa, ex-deputada federal pelo Acre e o irmão Dan Câmara, que deve ser candidato a estadual nas próximas eleições. Silas há anos enfrenta processo no Supremo Tribunal Federal. É acusado pelo Ministério Público Federal de exigir a devolução de ao menos 17 assessores, pagos pela Câmara, para serviços particulares, num ato conhecido como “rachadinha”.

fonte: Portal Único

Publicações relacionadas

Ibope: David Almeida, 47%; Amazonino Mendes, 32%

Redação

Presos em casa de prostituição que explorava adolescentes e fornecia ‘cartão fidelidade’ têm prisão preventiva decretada em Manaus

Redação

Pai raspa o cabelo em solidariedade à filha com câncer em Manaus

Redação

Deixe uma resposta