Amazonas Destaques Manaus

UEA antecipa formatura de médicos, enfermeiros e odontólogos para atuarem no enfrentamento à Covid-19

Epidemiologista faz novo alerta sobre a pandemia no Amazonas e sugere alternativas

Estudos tentam entender o aumento de casos de coronavírus no Amazonas

Justiça federal concede liminar e suspende provas do ENEM no Amazonas

David diz que usaria lei da reciprocidade em relação ao Pará

Governo estadual corre atrás de médicos

A UEA (Universidade do Estado do Amazonas) autorizou a outorga de grau de bacharel em Medicina, Enfermagem e Odontologia a todos os estudantes que tenham concluído no mínimo 80% da carga horária total dos seus cursos. A adesão à colação antecipada é opcional, pois o formando se comprometerá a atuar na rede pública por 180 dias.

Alerta sobre Pandemia

O epidemiologista da Fiocruz/Amazônia, Jasem Orellana, teve acatada uma de suas sugestões para conter o vírus em Manaus: a suspensão das provas do Enem. Ele propõe ainda lockdown na capital ou ampliação do prazo de fechamento das atividades não essenciais, que vai até dia 17, conforme decreto em vigor; uso correto de máscaras, combate efetivo a
aglomerações, independente do tipo de evento.

Cientista lembra recomendações

Orellana diz que apenas o ex-prefeito Arthur Neto (PSDB) levou em conta suas observações. “Se nossas recomendações em 18 de setembro, tivessem sido atendidas – assim como proposta do ex-prefeito – não estaríamos testemunhando milhares de infecções e mortes evitáveis. Quando observamos o número total de leitos clínicos ocupados por pacientes com Covid-19 de 12 de janeiro de 2021 e 12 de setembro de 2020, observa-se o impressionante aumento de 636%”.

Ciência tenta entender pandemia

Estudos revelam que o aumento no número de mortes e hospitalizações por causa da Covid-19 no Amazonas, está ocorrendo sem que o RT (taxa de transmissão do vírus) esteja em alta. A conclusão é que o colapso no sistema de saúde ou até uma mudança no vírus, tornando a infecção mais agressiva, podem ser responsáveis pelo cenário atual. A conclusão é do projeto de pesquisa Covid Analytics, liderado pela PUC-Rio e divulgado nesta quinta-feira (14) pelo UOL.

Justiça Federal suspende provas do Enem

A Justiça Federal do Amazonas concedeu liminar, com pedido de antecipação de tutela, pelo adiamento do Enem, a um pedido feito pelo vereador de Manaus Amom Mandel (Podemos), com apoio do deputado federal Marcelo Ramos (PL). As provas que aconteceriam dias 17 e 24 estão adiadas sem previsão de nova data.

David diz que fecharia fronteira com o Pará

Depois que o governo do Pará decidiu fechar a fronteira com o Amazonas a partir desta quinta-feira (14), alegando cuidados preventivos em relação à pandemia, o prefeito David Almeida (Avante) disse que se fosse governador, usaria a chamada lei de reciprocidade: fecharia a fronteira com o Pará.

Toque de recolher no interior

O Diário Oficial Eletrônico dos Municípios do Amazonas trouxe em sua edição de quarta-feira (13) os decretos de quatro prefeitos que aderiram ao toque de recolher em suas cidades. Com pequenas variações de horários, os prefeitos de Anamã, Beruri, Nova Olinda do Norte e Lábrea decretaram o recohimento dos populares durante a noite até o amanhecer. Em Lábrea, inclusive, estão previstas multas de R$ 300 a R$ 1 mil para quem for pego andando pelas ruas, a pé, de carro, a cavalo ou de qualquer jeito.

Mais leitos em Manaus

Está prevista para esta quinta-feira (14) a reabertura do Hospital Nilton Lins que vai receber pacientes de Covid-19.

Suspensão do Enem em Parintins

O prefeito de Parintins, Bi Garcia (MDB) se antecipou e ainda na quarta-feira (13) de tarde tomou a decisão de suspender as provas do Enem no município.

Mais médicos para a guerra

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) está convocando 274 médicos para atuar na linha de frente de combate à Covid-19, em unidades da rede estadual de Saúde, como o Hospital Nilton Lins e Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV). A ação emergencial da Secretaria, conforme o Edital de Chamamento Público nº 001/2021, prevê remuneração mensal de até R$ 15,8 mil. São 100 vagas de médicos generalistas e 174 intensivistas. As inscrições estão abertas e devem ser realizadas por meio do link http://www.saude.am.gov.br/servico/pss_2021_01.php.

Publicações relacionadas

SSP tem R$ 10 milhões em dívidas com fornecedora de munição e sistema pode colapsar

Redação

MPF instaura inquérito para apurar controle de surto de H1N1 no AM

Redação

CMM cobra empenho contra aglomeração

Redação

Deixe uma resposta