Amazonas Destaques Manaus

Três novos juízes substitutos de carreira são empossados no Tribunal de Justiça do Amazonas

O Tribunal de Justiça do Amazonas empossou nesta segunda-feira (28) três novos juízes substitutos de carreira, que irão reforçar as atividades no interior do Estado. Eunilton Alves Peixoto, do Ceará; Nilo da Rocha Marinho Neto, do Piauí; e Michael Matos de Araújo, do Rio de Janeiro, foram empossados em cerimônia conduzida pela presidente da Corte, em exercício, desembargadora Carla Reis, e prestigiada por vários membros do Pleno; autoridades civis e militares, além de familiares e amigos dos novos magistrados. Em atenção ao protocolos de segurança recomendados para a prevenção à covid-19, a solenidade foi realizada de forma virtual, com transmissão pelo canal do TJAM no YouTube.

A abertura oficial da sessão foi realizada pela presidente do TJAM, em exercício, desembargadora Carla Reis. O juiz Eunilton Alves Peixoto, que fez o discurso de posse em nome dos novos juízes, destacou o momento de alegria por passarem a integrar o Tribunal de Justiça do Amazonas, e fez questão, também, de prestar solidariedade às vítimas da covid-19.
“Neste cargo de alta responsabilidade, teremos uma grande experiência de vida – pessoal e profissional – nas diversas regiões do Amazonas. No desempenho de nossas atribuições, com a atenção voltada ao atendimento do jurisdicionado, deveremos proporcionar distribuição de justiça, objetivando a pacificação social de conflitos”, comentou .

No discurso, o juiz citou nominalmente e agradeceu aos desembargadores que, na Presidência da Corte, viabilizaram a realização do concurso público e nomearam os aprovados: a desembargadora Maria das Graças Pessôa Figueiredo, gestão durante a qual foi lançado o edital do certame; o desembargador Flávio Pascarelli, que deu continuidade ao concurso e efetuou as primeiras nomeações dos aprovados; e os desembargadores Yedo Simões de Oliveira e Domingos Jorge Chalub Pereira, que deram sequência às nomeações. Citaram, ainda, o desembargador Cláudio César Ramalheira Roessing, que presidiu a comissão do concurso e a desembargadora Nélia Caminha Jorge, corregedora-geral de Justiça, também pelo empenho para as nomeações.

O presidente da Amazon, juiz Márcio Albuquerque, saudou os colegas empossados nesta segunda-feira. Parabenizou-os pela aprovação no concurso para a magistratura e disse ter certeza “que corresponderão ao dever que hoje solenemente assumem com a sociedade amazonense”.

Publicações relacionadas

Bolsonaro envia PL ao Congresso que abre crédito para estatais

Redação

Projeto de Lei que pretende convocar policiais da reserva no AM aguarda novo parecer em comissão na Assembleia

Redação

Action mostra Amazonino com 30,7% e Davi Almeida com 15,3% para prefeito

Redação