Amazonas Destaques Manaus

TJAM moderniza ferramenta de informações e faz economia de R$ 1,1 milhão

O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) firmou convênio de cooperação técnica com o Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4) e, a partir do próximo mês de dezembro passa a utilizar Sistema Eletrônico de Informação (SEI), ferramenta que permite o gerenciamento e tramitação de processos administrativos de forma eletrônica. O presidente do TJAM, desembargador Domingos Chalub, ressaltou que além de facilitar o dia a dia de servidores e magistrados do Amazonas, a parceria ainda vai gerar uma economia anual de R$ 1,1 milhão por ano ao TJAM, uma vez que a ferramenta desenvolvida pelo TRF4 é gratuita e substituirá a atual plataforma, disponibilizada por empresa particular.
Entre as funções do SEI está a possibilidade de realizar o peticionamento eletrônico; o protocolo de documentos administrativos; acesso ao recebimento de protocolos eletrônicos; acompanhamento; recebimento e resposta a intimações administrativas eletronicamente, dentre outras funções. O SEI também vai substituir, gradativamente, o CPA – sistema interno administrativo usado atualmente pelo TJAM -, o que será precedido de treinamento entre servidores e magistrados.
A solenidade de formalização do convênio foi realizada por videoconferência, no canal do TRF4 no YouTube. “A partir desse convênio, o TRF4 nos oferece a oportunidade de ser parceiro e beneficiário desse sistema eletrônico. O nosso tribunal já está integrado, eletronicamente, na prestação jurisdicional, mas na área administrativa precisávamos avançar. Estamos dando um grande salto para que nossas atividades sejam executadas com maior celeridade e, assim, cumpriremos a nossa responsabilidade também com o contribuinte”, declarou Chalub

Publicações relacionadas

Jacaré é encontrado morto em meio a lixo ao lado de igarapé em Manaus

Redação

Auxílio Emergencial: governo divulga calendário de pagamentos de R$ 300 para beneficiários fora do Bolsa Família

Redação

Wilson Lima anuncia investimento de quase R$ 17 milhões e reforça setor primário como matriz econômica do Amazonas

Redação

Deixe uma resposta