Sem categoria

‘Teremos recorde de profissionais de saúde e idosos de 75 ou mais vacinados hoje’, afirma David Almeida

Além dos idosos com 75 anos ou mais, nesta terça-feira, 2/2, os profissionais da saúde passaram a ser vacinados nos seis postos de vacinação instalados pela cidade. A meta da Prefeitura de Manaus é garantir a imunização de 7 mil pessoas por dia durante a Campanha de Imunização coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

Já nas primeiras horas desta de hoje, o prefeito David Almeida esteve em todos os postos de vacinação para acompanhar o andamento da campanha. Ele informou que a retomada da vacinação dos profissionais da saúde é motivo de comemoração, principalmente por agilizar o processo de imunização da população de Manaus.

Para que essa vacinação acontecesse, David Almeida informou que a prefeitura trabalhou em conjunto com os órgãos fiscalizadores para elaborar as listas começando pelos três primeiros grupos prioritários de profissionais da saúde.

“Temos vacina para os profissionais da saúde e os idosos de 75 anos ou mais. Precisou ser feito um ajuste da prioridade das prioridades. Junto aos órgãos de controle, chegamos a um denominador comum e hoje temos uma lista feita pelas secretarias do governo e do município. Hoje estamos aqui em festa, vacinando todos os grupos prioritários da área da saúde”, explicou Almeida.

Com a inclusão dos profissionais da saúde e a antecipação na vacinação dos idosos com 75 anos ou mais, a expectativa do prefeito David Almeida é de que Manaus registre o recorde de vacinação nesta terça-feira, avançando na meta firmada junto ao governo federal.

“A vacina significa esperança, significa vida. Agradecemos ao governo federal, que nos possibilitou estar aqui vacinando. A prefeitura está fazendo a sua parte, montando toda a estrutura, colocando carros aqui à disposição dos idosos e dos profissionais da saúde que não têm transporte para voltar para suas casas. Estamos com equipes disponíveis para fazer a vacinação do maior número de pessoas possível. Acredito que hoje teremos um número recorde de vacinação em todos os pontos de vacinação espalhados pela cidade”, afirmou o prefeito.

Alívio

Lotada na Unidade Básica de Saúde (UBS) Rural, a técnica de enfermagem Gilene da Conceição, 53 anos, revelou que ser vacinada trouxe esperança e alívio para seguir na linha de frente do combate à pandemia da Covid-19. “Passamos por um momento muito difícil com muitas perdas de amigos e até familiares. Para mim, é uma emoção muito grande estar hoje aqui por conta da vacina. Então, eu estou muito emocionada. Eu espero que todos consigam se vacinar, para que a gente possa atender todo mundo sem medo dessa doença”, disse a técnica.

Atuando no centro cirúrgico do Hospital da Criança da zona Sul, a técnica Angela Farias, 61 anos, afirmou ter esperado ansiosamente o seu dia de receber a primeira dose da vacinação. “Hoje, graças a Deus,   que foi um sucesso. Eu queria que todo mundo, assim como eu, tivesse paciência de esperar o seu dia. Eu espero que essa vacina livre muita gente dessa epidemia. Perdi muito amigos e eu espero que toda a população também consiga se vacinar o mais rápido possível”, comentou.

Grupo prioritários

De acordo com os critérios de priorização definidos pelos dois órgãos e descritos na Nota Informativa nº 05/2021 (Dipre/FVS-AM), terão direito à vacina na etapa atual da campanha os trabalhadores que atuam em unidade de internação hospitalar adulta e pediátrica de hospitais, fundações e maternidades; em Unidades Básicas de Atendimento (UBS) preferenciais para Covid-19; nos serviços de remoção terrestre, aérea e fluvial de pacientes; no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu); na coleta, manipulação e processamento de material biológico relativo à Covid-19; as equipes de vacinadores e investigação epidemiológica de campo (Grupo Prioritário 1).

Além desses, serão contemplados os trabalhadores de saúde das clínicas radiológicas (que realizam tomografia, radiografia e ultrassonografia); os de serviços de terapia renal e serviços oncológicos; as equipes de fiscalização sanitária; os intermediadores entre a gestão e a assistência; e os que que atuam nas Redes de Atenção Psicossocial, incluindo os Centros de Atenção Psicossocial (Caps), os Centros de Reabilitação de Dependência Química (CRDQ) e o Centro Psiquiátrico Eduardo Ribeiro (Cper), que representam o Grupo Prioritário 2.

Também terão direito à imunização, na fase atual da campanha, os trabalhadores das Unidades Básicas de Saúde (UBSs); da Rede de Reabilitação Ambulatorial para Covid-19; dos Centros de Atenção Integral à Criança (Caics) e Centros de Atenção Integral à Melhor Idade (Caimis); das policlínicas e fundações (ambulatório) e da Central de Medicamentos do Amazonas (Cema), pertencentes ao Grupo Prioritário 3.

Postos

Os trabalhadores da saúde que se enquadram nos três grupos prioritários podem se dirigir a um dos sete pontos fixos de vacinação localizados no Complexo de Treinamento de Direção Veicular do Detran-AM, zona Norte; estacionamento da Universidade Paulista (Unip), na zona Centro-Sul; Clube do Trabalhador Sesi, zona Leste; balneário do Sesc, zona Oeste; shopping Phelippe Daou, zonas Norte e Leste; e Centro Cultural dos Povos da Amazônia (antiga bola da Suframa), na zona Sul, onde já está sendo realizada a campanha de vacinação dos idosos.

Além desses, um ponto fixo estará funcionando no Hospital Beneficente Português, na avenida Joaquim Nabuco, Centro. Todos os pontos de vacinação funcionam das 9h às 16h.

— — —

Texto – Thiago Fernando/Semcom

Fotos – Dhyeizo Lemos/Semcom

Publicações relacionadas

Doze municípios do AM tem aval da ANP para exploração do petróleo e gás

Redação

Muro do Batalhão de Infantaria de Selva em Manaus desaba durante chuva

Redação

Novo presidente da Câmara Municipal de Manaus terá mais de 90% de votos

Redação

Deixe uma resposta