Amazonas Destaques Manaus

TCE-AM multa ex-diretor de Serviço de Água e Esgoto em R$ 86,4 mil


O ex-diretor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Boa Vista do Ramos (Saae), Jairo Pimentel dos Anjos, foi multado em R$ 86,4 mil, durante a 35ª Sessão Ordinária da Corte de Contas, nesta quinta-feira (29). O valor é referente à multa e alcance por irregularidades encontradas nas contas do gestor em 2017.

A sessão foi realizada no Plenário Virtual do TCE-AM, contando com transmissão pelas redes sociais do Tribunal no YouTube, Facebook e Instagram.

Após apreciar a análise dos órgãos técnicos da Corte de Contas, o relator do processo, auditor Luiz Henrique Pereira Mendes, aplicou multa de R$ 14 mil e alcance de R$ 72,4 mil, que totalizam R$ 86,4 mil a serem retornados ao erário.

As multas aplicadas foram decorrentes da ausência de processos licitatórios em serviços contratados; abastecimento de veículos não oficiais; despesas pagas pelo órgão sem finalidade pública comprovada, e pagamentos de encargos por atrasos nos recolhimentos de INSS e FGTS.

O ex-diretor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Boa Vista do Ramos (Saae), Jairo Pimentel dos Anjos, tem até 30 dias para realizar o pagamento ou recorrer da decisão proferida pelo Pleno.

Outro gestor multado pelo Pleno do Tribunal nesta quinta-feira foi o vereador Gilberto Vizolli, ex-presidente da Câmara Municipal de Apuí,  em 2018. Após os órgãos técnicos do TCE-AM identificarem irregularidades na prestação de contas do gestor, o relator do processo, Auditor Alípio Reis Firmo Filho, multou o vereador em R$ 13,6 mil, que se soma aos R$9,8 mil de alcance, totalizando, aproximadamente R$ 23,4 mil em condenação.

O ex-gestor foi punido por terceirizar, de forma irregular, serviços de assessoria contábil; admissões impróprias de servidores comissionados para cargos de confiança, além da ausência de técnica de estimativa na compra de combustível, causando dano não justificado ao erário.

A sessão foi conduzida pelo presidente do TCE-AM, conselheiro Mario de Mello, com a participação dos conselheiros Érico Desterro, Josué Filho, Ari Moutinho Júnior e Yara Lins dos Santos. Os auditores Mário Filho, Alípio Reis Firmo Filho, Luiz Henrique Mendes e Alber Furtado também estiveram presentes. O Ministério Público de Contas (MPC) foi representado pelo procurador-geral João Barroso.

Próxima sessão dia 4 de novembro (quarta-feira)

O presidente do TCE-AM, conselheiro Mario de Mello, anunciou a realização da 36ª Sessão Ordinária para o dia 4 de novembro (quinta-feira), às 10h. A sessão será de forma virtual e contará com transmissão pelas redes sociais (YouTube, Facebook e Instagram) do TCE-AM.

Texto: Lucas Silva    

Elvis Chaves 

Diretor de Comunicação do TCE-AM

98423-1142 / 99132-7523 / 3301-8180 / 3301-8215

E-mail: [email protected]

Publicações relacionadas

Médico dopa e faz aborto em adolescente, em Tonantins

Redação

Está sobrando dinheiro nos cofres do Governo de Wilson Lima

Redação

Plenário do CNJ afasta desembargadora Encarnação das Graças do TJAM

Redação

Deixe uma resposta