Amazonas Destaques Manaus

Taxistas de Itacoatiara protestam contra qualidade e ritmo de obra da AM-010, que já consumiu R$ 10 milhões

O Sindicato dos Taxistas de Itacoatiara promoveu manifestação hoje nas proximidades da cidade, para protestar contra a qualidade e o ritmo da obra de revitalização da rodovia, que liga o município a Rio Preto da Eva e Manaus. O consórcio que ganhou a licitação para realizar e empreitada  recebeu no último dia 9 de dezembro R$ 10.741.197,46 pelo serviço, mas eles alegam que o andamento não está satisfatório.

O pregão 002/2021, da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Região Metropolitana de Manaus (Seinfra), teve como vencedor o Consórcio AM-010, formado pelas empresas Pomar Comércio de Derivados de Petróleo e Construção Eireli, Compasso Construções, Terraplanagem e Pavimentação Ltda, Iza Construções e Comércio Eireli, Ecoagro Comércio e Serviços Ambientais Ltda e Best Transportes e Construção Ltda.

O Consórcio AM-010 ganhou o direito de executar a obra, no valor global de R$ 366.051.861,42 (trezentos e sessenta e seis milhões, cinquenta e um mil, oitocentos e sessenta e um reais e quarenta e dois centavos). Dos mais de R$ 336 milhões da obra, R$ 220 milhões são provenientes de emenda parlamentar do senador Omar Aziz (PSD) e R$ 146 milhões de recursos estaduais.

O deputado Dermilson Chagas ressaltou que todo o processo que envolve o Governo do Amazonas e as obras da AM-010 está coberto de fortes indícios de dilapidação do erário, desde o processo de contratação, conforme já foi denunciado em maio deste ano pelo parlamentar em discurso na tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas.

O especialista em pavimentação Rubelmar Azevedo, que produziu um relatório sobre as especificidades técnicas observadas na execução detectou, por meio de análise técnica, que o serviço está sendo executado em desacordo com as normas de órgãos nacionais que estabelecem padrões para realização de obras privadas e públicas.

Entre as normas que não estão sendo cumpridas estão as recomendações técnicas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e o Departamento Nacional de Estradas de Rodagem (DNER), entre outras. Por exemplo, a ABNT NBR-6457, norma que especifica o método para a preparação de amostras de solos para os ensaios de compactação e de caracterização (análise granulométrica e determinação dos limites de liquidez e plasticidade, da massa específica das partículas que passam na peneira de 4,8 mm, da massa específica aparente e da absorção de água pelos grãos retidos na peneira de 4,8 mm).

Também não está sendo respeitada a norma DNER PRO 269/94, que define os procedimentos que devem ser adotados na aplicação do método de projeto de restauração de pavimentos flexíveis. Além dessas normas, o relatório aponta desacordo do perfil vertical com os dispositivos da drenagem, serviços da base em desacordo com as normas pertinentes e a espessura está aquém dos 10 centímetros divulgados pela Seinfra, pois foi constatado que o revestimento total compactado não ultrapassa os 7,5 cm de espessura total.

Nas redes sociais, viralizaram vídeos de motoristas que trafegam pela AM-010 mostrando que as obras não estão sendo realizadas a contento.

Hoje (terça-feira – 7/01), motoristas de táxi que realizam serviço de transporte intermunicipal fecharam a estrada na altura do km 140. A rodovia só foi liberada para passagem dos veículos no final da manhã.

As reclamações são, na sua maioria, sobre os buracos, mas há também motoristas reclamando da falta de sinalização e de muita poeira oriunda de áreas com barro. Em vários pontos da estrada também não há sinalização onde as máquinas estão trabalhando. Os taxistas, que trafegam diariamente pelo local, afirmam que existem buracos que são verdadeiras crateras. Segundo os taxistas, o risco de morte é iminente no local devido a todas essas falhas.

O Governo do Estado ainda não se manifestou sobre o assunto.

Fonte: Blog do Hiel Levy

Publicações relacionadas

FAKE!!! Bolsonaro não foi expulso de churrascaria em SP

Redação

Prefeitura realiza limpeza e conscientização ambiental na área central de Manaus

Redação

Relator do impeachment, Dr. Gomes pede arquivamento de denúncias contra Wilson Lima

Redação

Deixe um comentário