Amazonas Destaques Manaus

Suspeito de invadir casa, estuprar, roubar e tentar matar vizinha é preso em Manaus

Suspeito de invadir casa, estuprar, roubar e tentar matar vizinha é preso em Manaus — Foto: Eliana Nascimento/G1 AM
Suspeito de invadir casa, estuprar, roubar e tentar matar vizinha é preso em Manaus — Foto: Eliana Nascimento/G1 AM

Suspeito de invadir casa, estuprar, roubar e tentar matar vizinha é preso em Manaus — Foto: Eliana Nascimento/G1 AM

Um homem de 26 anos foi preso nesta quarta-feira (19), suspeito de estuprar, roubar e tentar matar a própria vizinha, uma mulher de 55 anos. Segundo a a Polícia Civil, o suspeito teria entrado na casa da mulher enquanto ela dormia, durante a madrugada. Em depoimento, ele nega autoria do crime.

De acordo com o titular da 4° Seccional Oeste, delegado Rodrigo Barreto, o crime ocorreu no dia 13 de fevereiro deste ano, por volta de 1h, no bairro Vila da Prata, Zona Oeste da capital. Conforme a polícia, a mulher conhecia o suspeito de vizinhança há anos.

“A vítima estava dormindo e acordou com um homem em cima dela, esganando-a. A mulher desmaiou e, quando acordou, por volta das 4h, viu que os lençóis estavam sujos. Pensando ter sido um pesadelo, ela foi ao banheiro e viu que estava com marcas de agressão no rosto e no pescoço. Em seguida, viu que a porta de casa estava aberta e as coisas reviradas. Levaram o celular dela e dinheiro”, contou.

Primeiramente, a mulher acionou a Polícia Militar, que deu o apoio inicial. No dia seguinte, ela foi levada para o 21° Distrito Integrado de Polícia (DIP) onde foi registrado um Boletim de Ocorrência por latrocínio tentado.

Logo depois, ao fim do depoimento da mulher, a equipe solicitou exames de conjunção carnal e coito anal, além da perícia dentro da casa da vítima. Após a realização dos exames, a polícia constatou que a mulher foi abusada sexualmente.

Câmeras de segurança próximas à casa da vítima ajudaram a polícia a identificar o suspeito, que foi reconhecido pela mulher como o próprio vizinho.

O delegado informou que o suspeito não possui nenhum tipo de antecedentes criminais.

Inicialmente, durante o depoimento para a polícia o homem negou a autoria do crime. Ao ver as imagens em que aparece entrando e saindo da casa da vítima no dia do caso, o suspeito afirmou que era ele.

Preso em cumprimento de mandado de prisão preventiva, o suspeito foi indiciado por estupro e latrocínio tentado.

Publicações relacionadas

Wilker confirmado como vice de Amazonino

Redação

Após atuação do MPF, Ministério da Cidadania repassa recursos para atendimento humanitário no Amazonas

Redação

Manaus ultrapassa Itália em número de óbitos, mas o pior parece estar passando

Redação

Deixe uma resposta