Amazonas Destaques Manaus

Suspeito de estuprar e matar enteada é transferido no AM

O padrasto suspeito de estuprar e matar a enteada de 1 ano foi transferido de Barreirinha (AM) para Parintins (AM), na segunda-feira (21), por questões de segurança. Após a prisão dele, no domingo (20), manifestantes incendiaram a delegacia e depredaram duas viaturas, deixando dois mortos e três feridos na confusão.

Os policiais de dentro da delegacia fizeram os disparos para dispersar a multidão, que tentava invadir o prédio para linchar o suspeito. As vítimas são: Otávio Gabriel, de 20 anos, que foi atingido na garganta e morreu no local; Roniel Viana, de 26 anos, baleado na garganta. Ele chegou a ser socorrido, ma não resistiu aos ferimentos.

Outras três pessoas seguem internadas e estão se recuperando no hospital de Barreirinha. O quadro de saúde deles é estável, mas não há previsão de alta.

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas disse por meio de nota que uma equipe será enviada ao município para apurar o assassinato da criança e as circunstâncias que motivaram a depredação da delegacia de Barreirinha.

Delegacia é parcialmente interditada em Barreirinha — Foto: Reprodução

Delegacia é parcialmente interditada em Barreirinha — Foto: Reprodução

Publicações relacionadas

Roberto Cidade propõe que Estado pague por exames exigidos em concursos públicos à pessoas carentes

Redação

O governo federal, por meio do ministro da Saúde, Eduardo Pazzuello, tem sido um grande aliado de Manaus no combate à Covid-19.

Redação

‘Com crise na saúde e na economia, não é hora de criar problema político’, diz David Almeida

Redação

Deixe uma resposta