Brasil Destaques

SINESP CIDADÃO: APP AGORA PERMITE REPORTAR VANDALISMO E PROCURADOS

aplicativo Sinesp Cidadão, do Ministério da Justiça e Cidadania, ganhou uma nova atualização nas versões para Android iOS nesta terça-feira (14) que adiciona vários recursos. Além disso, algumas funcionalidades já existentes foram ampliadas, permitindo realizar uma série de serviços pelo celular.

Uma das novidades disponibilizadas pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) na atualização é o módulo “Participação Cidadã”. Por meio dele, é possível denunciar pichações, problemas com a iluminação pública e descarte irregular de lixo, entre outras situações, com o compartilhamento de imagens.

Já no módulo “Procurados”, o usuário tem acesso à lista com informações sobre os criminosos mais procurados do país, divulgada pelo Ministério da Justiça, visualizando nomes, fotos e outros detalhes. Por meio do app o usuário pode, inclusive, ligar para o 190, caso identifique algum suspeito.

O app é gratuito e precisa de cadastro para ser usado.

O app é gratuito e precisa de cadastro para ser usado.Fonte:  App Store/Reprodução 

Entre as funções ampliadas, destaque para a possibilidade de enviar alerta de carro roubado ou furtado à polícia, antes mesmo da geração do boletim de ocorrência. Com isso, o usuário agiliza o processo enquanto efetua o registro do caso. A atualização também traz o recurso de incluir fotos de pessoas desaparecidas.

Cadastro

Para usar o app Sinesp Cidadão é necessário, depois de baixar a versão atualizada na loja do seu sistema operacional, fazer login usando a senha cadastrada no portal Gov.br, que reúne todos os serviços online de órgãos e programas federais. Quem ainda não possui conta no portal pode se cadastrar gratuitamente, informando o número do CPF.

Vale lembrar que os recursos do módulo “Participação Cidadã” estarão disponíveis em apenas cinco cidades nesta primeira fase de implantação do projeto: Paulista (PE), Ananindeua (PA), São José dos Pinhais (PR), Cariacica (ES) e Goiânia (GO).

Elas fazem parte do projeto “Em Frente, Brasil”, do Ministério da Justiça, cujo objetivo é reduzir os indicadores de criminalidade em algumas cidades. A ideia é disponibilizar a função em todo o país até o final do ano.

FONTE:tecmundo

Publicações relacionadas

Prefeitura de Coari reforça estoque da Central de Abastecimento Farmacêutico

Redação

Militares das Forças Armadas realizam descontaminação de enfermaria e ambulâncias no HPS 28 de Agosto

Redação

Amazonas registra 336 novos casos de tuberculose nos dois primeiros meses deste ano, segundo FVS

Redação

Deixe uma resposta