Amazonas Destaques Manaus

Sessão online do TJAM expõe bate-boca entre desembargadores

📌 “Pegou porrada lesa. Ela e o Simões”, disse Aristoteles Thury

A sessão virtual do Tribunal de Justiça do Amazonas desta terça-feira (1/9) expôs mais uma vez o racha entre os desembargadores. Desta vez, um comentário do desembargador Aristóteles Thury causou mal estar e bate boca entre os magistrados quando julgavam processo da ordem do dia.

Após o voto do desembargador Jorge Lins, Thury não percebeu que o microfone estava aberto e comemorou: “Pegou porrada lesa. Ela e o Simões”, disse Thury, referindo-se a desembargadora Graça Figueiredo e ao desembargador Yedo Simões. O comentário de Thury não passou despercebido pelo desembargador Yedo Simões, que pediu a palavra para reclamar do posicionamento do colega e pedir censura ao comentário. “Desembargador presidente, queria destacar que o desembargador Thury em pleno julgamento aqui, me ofendendo. Como se eu não pudesse votar uma divergência. Ele tá dizendo: ‘pega, levou porrada’ e tudo isso. Acho que merece uma censura esse posicionamento dele, que não deveria ocorrer entre nós desembargadores. Cada de um de nós tem o seu posicionamento e isso deve ser respeitado. Somos juízes, não somos crianças. Não estamos aqui para ofender ninguém”, reclamou.

Em seguida, o presidente do tribunal, desembargador Domingos Chalub, disse que ao final da votação daria a palavra aos colegas para que eles se entendessem. Simões voltou a defender um censura do comentário e Thury pediu desculpas ao desembargador.

Publicações relacionadas

Coletivos femininos dão dicas de como se proteger de assédio no Carnaval

Redação

Campanha do “voto consciente” vai orientar eleitor sobre como escolher o candidato

Redação

Bolsonaro edita medidas para combate ao covid-19

Redação

Deixe uma resposta