Amazonas Destaques Manaus

Secretário sugere que motoristas de aplicativos em Manaus não aceitem corridas para áreas de risco

MANAUS – O secretário de Segurança Pública do Amazonas, Louismar Bonates, sugeriu que motoristas de aplicativos em Manaus não aceitem corridas para áreas consideradas de risco e não usem insulfilm nos carros a fim de facilitar o trabalho de identificação pela polícia. O secretário propôs a medida na tarde desta quinta-feira, 29, ao anunciar a operação ‘Transporte Seguro’, para combater violência contra motoristas de aplicativos.

De acordo com Bonates, a polícia irá tentar minimizar, mas é preciso que os motoristas tomem alguns cuidados. “É necessário que os próprios motoristas também tomem alguns cuidados. Se eles veem que a corrida é para um local de perigo muito grande, eles não devem aceitar essa corrida”, disse….

A medida é inviável para os motoristas, pois a recusa frequente de viagens implica em desligamento do associado da empresa.

“Segundo, todo carro com insufilm 100% ele está pedindo para ser roubado, para ser assassinado. A polícia não tem como identificar as pessoas que estão dentro do veículo que tem o insulfilm 100%. Então sugiro que retirem esse insulfilm 100% até porque estão infringindo a lei para que possa facilitar o trabalho da polícia”, afirmou.

Informado sobre as penalidades que o motorista sofre ao cancelar corridas, Bonates informou que isso já havia sido debatido em reuniões com as empresas. “Esse foi um dos pontos tratados com as empresas. O motorista não é obrigado a expor sua visa desnecessariamente. Se o feeling dele diz que ele não tem que ir, tem que ser cancelado e ele não deve ser punido por isso. Essa é contrapartida que as empresas têm que dar”, disse.

Segundo o secretário, as empresas não cumpriram com o que tinha sido acertado. “Uma delas é que fosse feita a fiscalização e acompanhamento da vida pregressa dos motoristas porque assim como tem bons motoristas a gente sabe que tem uns extrapolando, fazendo justiça com as próprias mãos. Nós tivemos dias passados a prisão de alguns motoristas que mataram uma pessoa e inclusive mataram enganado”, disse Bonates, em referência a Cleyton Augustinho dos Santos; João Rodrigues Maciel, conhecido como ‘João dos Aplicativos’, que é candidato a vereador; e Kameron Braga Pereira.

Leia também:  Três adolescentes são apreendidos por morte de motorista de aplicativo em Manaus

Segundo Bonates, o aumento de empresas desse ramo dificulta o trabalho das forças de segurança. “O que temos visto é que estão proliferando essas empresas o que dificulta o trabalho da polícia”.

Operação
motoristas de aplicativos
Operação terá efetivo de 120 homens nas viaturas (Foto: Murilo Rodrigues/ATUAL)

De acordo com o secretário, a operação, que começa nesta quinta-feira, 29, não tem prazo para acabar e as ações serão 24 horas. “Ela não tem tempo para terminar, enquanto estiver persistindo esse clima de segurança estaremos reforçando o policiamento da cidade”, disse.

Serão feitas barreiras policiais em diferentes pontos da cidade. “Nós vamos estar reforçando, fazendo barreiras em todas as áreas da cidade. Vamos estar com um efetivo de 120 homens nas viaturas, 49 viaturas, 15 motocicletas do Rocam Moto e apoio aéreo do helicóptero da Polícia Militar”, afirmou.

Publicações relacionadas

Números de enterros em cemitérios públicos triplicam em abril e prefeitura disponibiliza crematório

Redação

Prefeito anuncia novos ônibus e outras medidas para melhorar o transporte coletivo

Redação

Pleno do TCE-AM reprova contas de ex-prefeito de São de Olivença

Redação

Deixe uma resposta