Amazonas Destaques Manaus

Secretário de Segurança do Amazonas recebe comitiva do GSI/PR na Base Arpão, em Coari

O secretário de Segurança Pública, general Carlos Alberto Mansur, recebeu, nesta quinta-feira (04/11), a comitiva do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI/PR). Os membros do GSI conheceram as instalações e atividades desenvolvidas pela Base Fluvial Arpão, que fica no município de Coari (a 363 quilômetros de Manaus).

O general Mansur explicou a importância da integração entre órgãos federais, estaduais e municipais para o bom desenvolvimento das operações policiais.

“A Secretaria de Segurança Pública está passando a sua segunda reunião do Gabinete de Gestão Integrada de Fronteira e Divisas e nós convidamos os agentes federais, estaduais e municipais para aproveitar essa oportunidade para visitar a Base Arpão, que tem trazido benefícios na parte da Segurança Pública não só aqui em Coari, mas nas proximidades do município. Estamos aqui combatendo a criminalidade e fazendo grandes apreensões de entorpecentes”, explicou o secretário.

De acordo com o secretário-executivo do GSI/PR, general Carlos José Penteado, o principal objetivo da visita foi conhecer a estrutura e funcionamento da Base Arpão, com intuito de buscar alternativas que tornem ainda mais robusto o combate às organizações criminosas que atuam na região de abrangência da Base.

“É um belíssimo trabalho que é feito aqui no combate à criminalidade. Na sensação de segurança que traduz uma base dessa colocada no rio e mais do que isso tudo é a gente ter certeza que todos os seus órgãos municipais, estaduais e federais estão trabalhando para melhorar as condições de vida dessa população”, disse o general Penteado.

Base Arpão II – Outro assunto abordado durante a visita foi a instalação da Base Arpão II. Conforme o coronel Lima Júnior, coordenador do Gabinete de Gestão Integrada de Fronteiras (GGI-F), a Base deve atuar no rio Negro.

“A gente pretende fortalecer mais essa integração entre os órgãos, para que possamos dar mais resultados para o Amazonas. Nós já temos o projeto da Base Arpão II, que pretendemos colocar no calha do rio Negro para acabar o fluxo do tráfico de drogas, porque sabemos que os entorpecentes vem dos países vizinhos e vem descendo os rios Solimões e Negro”, disse o coronel.

Além dos membros da SSP-AM e do GSI/PR, participaram da visita à Base Arpão representantes da Força Aérea Brasileira, Marinha do Brasil e comitiva dos órgãos em Brasília, Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Secretaria de Operações Integradas (Seopi), Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) e Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil (RFB) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Publicações relacionadas

Recuperação da ponte do Educandos avança em parte superior da estrutura; obra está em 30 %

Redação

QUEM É A IRMÃ QUE PODE ROMPER O MACHISMO E SUCEDER KIM JONG-UN

Redação

Segunda parcela do 13º salário dos servidores estaduais vai injetar mais R$ 150 milhões na economia do Amazonas

Redação