Amazonas Destaques Manaus

Secretário de Saúde do Amazonas, Marcellus Campêlo pede exoneração

secretário de Saúde do Amazonas, Marcellus Campêlo, que foi preso na quarta fase da Operação Sangria, da Polícia Federal, que investiga se funcionários da secretaria da Saúde fizeram contratação fraudulenta para favorecer grupo de empresários locais para fazer um hospital de campanha, pediu exoneração do cargo nesta segunda-feira (7).

De acordo com a assessoria de comunicação da Secretaria, o secretário Executivo de Controle Interno da SES, Silvio Romano, assume inteiramente a gestão da pasta.

O governo informou ainda que Campêlo permanecerá como coordenador da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), responsável pelo Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim), órgão no qual ele atua desde o início da atual gestão, em 2019.

Campêlo deixou a unidade prisional na madrugada desta segunda-feira (7), segundo a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), depois que o mandado de prisão temporária com duração de cinco dias expirou no domingo (6).

Publicações relacionadas

Três pessoas morrem eletrocutadas após fio se desprender de poste durante vendaval em Manaus

Redação

Butantan suspende produção da Coronavac por falta de insumos

Redação

Casamentos civis começam a ser realizados por videoconferência no Amazonas

Redação