Amazonas Educação

Secretarias de Educação suspendem matrículas do ano letivo 2021 no Amazonas

MANAUS – As secretarias estadual e municipal de Educação suspenderam, por tempo indeterminado, as matrículas para o ano letivo de 2021 nas redes públicas de ensino. Com a decisão, o atendimento presencial para solicitação de transferência de alunos com deficiência, que começaria nesta quarta-feira, 20, está suspenso.

O motivo é a segunda onda da pandemia do novo coronavírus no Amazonas. Neste ano, a rede estadual espera atender 589 mil estudantes, entre alunos em continuidade de ensino e novos, em 599 unidades escolares. Para novos alunos, estão sendo ofertadas 168 mil vagas. Já a rede municipal deve atender cerca de 263 mil crianças, com a abertura de 46 mil vagas para novos estudantes.

“As secretarias de Educação entendem que, neste momento, a prioridade é a de salvaguardar o máximo de vidas que pudermos. Aproveitamos para reforçar aos nossos alunos, pais e equipe escolar que sigam os protocolos de segurança em saúde e evitem ao máximo sair de suas casas”, disse o secretário estadual de Educação Luis Fabian Barbosa.

O procedimento de rematrícula já foi feito pelas escolas de maneira automática, no período de 28 de dezembro a 7 de janeiro. Todos os estudantes que estavam matriculados no ano letivo de 2020 têm vaga garantida nas escolas em que estavam, sem necessidade da presença de pais e responsáveis nas unidades de ensino.

Publicações relacionadas

Com orçamento aprovado de R$ 18,7 bilhões, Governo do Amazonas amplia investimentos em áreas prioritárias em 2020

Redação

Gol suspende voos sem escalas de Manaus para São Paulo e Fortaleza em abril após aumento de casos de COVID-19 no Brasil

Redação

Bolsonaro envia PL ao Congresso que abre crédito para estatais

Redação

Deixe uma resposta