Amazonas Destaques Manaus

Secretária de Saúde é alvo de mandado de prisão pela Polícia Federal

Compras feitas pelo Governo do Amazonas, via Susam, seriam o foco da operação da Polícia Federal em Manaus

Secretária de Saúde é alvo de mandado de prisão pela Polícia Federal

A Polícia Federal realiza operação em Manaus contra órgãos do Governo do Estado desde às 6h da manhã de hoje (30).

Informações extraoficiais dão conta que a Secretaria de Saúde (Susam) é o principal setor do governo visado pela ação. Viaturas da Polícia Federal também teriam sido vistas na sede do poder Executivo, no bairro de Santo Agostinho.

Há dias, a Susam já foi alvo de uma operação do Ministério Público do Amazonas (MP-AM) por aquisições emergenciais.

BNC Amazonas apura as primeiras informações e trará novos detalhes em instantes.

Atualização às 7h45

De acordo com a TV CNN Brasil, em seu portal, a operação Sangria é conjunta do Ministério Público Federal (MPF) e Polícia Federal. Também há cooperação da Receita Federal e Controladoria-Geral da União (CGU)

São oito mandados judiciais de prisão determinados por ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ). A secretária de Saúde, Simone Papaiz, seria destinatária de um desses mandados.

Conforme a CNN, a operação mira fraudes e desvios na compra de respiradores pelo Governo do Amazonas.

No centro das investigações estaria compra superfaturada de respiradores, com direcionamento na contratação de empresa. Como resultado, o governo teria adquirido 28 respiradores de uma importadora de vinhos. Nesse contrato, a suspeita de superfaturamento é de, pelo menos, R$ 496 mil.

Além dos mandados de prisões, há também de buscas e apreensões em 14 endereços. Entre eles, o da loja de vinhos que vendeu os respiradores.

Consequentemente, o STJ teria determinado ainda bloqueio de bens no valor de R$ 2,9 milhões.

Em síntese, a operação apura diversos crimes, como corrupção, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e outros.

Foto: Divulgação/Polícia Federal

Publicações relacionadas

Profissionais de saúde podem ter gratuidade em transporte coletivo em Manaus

Redação

Azul Linhas Aéreas deve devolver taxa de cancelamento cobrada indevidamente, recomenda MPF

Redação

“Nosso hospital de campanha municipal encerra hoje suas atividades” Diz Arthur Virgílio Neto

Redação