Cotidiano Destaques

Santander vê continuidade das reformas como “vacina para a economia”

São Paulo – Os indicadores fracos da atividade do quarto trimestre de 2019, alguns piores que o previsto, levaram o banco Santander a reduzir a previsão de crescimento do Brasil para este ano, de 2 3% para 2%. O coronavírus teve contribuição muito pequena ainda, mas é preciso monitorar os efeitos da epidemia, disse a economista-chefe do Santander, Ana Paula Vescovi, ex-secretária do Tesouro Nacional. O banco espanhol espera inflação comportada este ano, o dólar tendendo a convergir para R$ 4,10 e vê um Congresso predisposto a aprovar reformas do governo de Jair Bolsonaro. “A grande vacina para nós é a continuidade da agenda das reformas”, disse Ana Paula. A seguir, os principais trechos da entrevista:

O que motivou o Santander a revisar para baixo as estimativas de crescimento do Brasil?

O quadro geral brasileiro é de uma economia que se recupera gradualmente. A recuperação é muito decorrente das reformas que foram empreendidas e das melhorias que estão sendo alçadas por essas reformas. Tínhamos uma expectativa de que o ano de 2019 fechasse com nível de crescimento melhor, e ele veio mais baixo. Estamos ajustando essa velocidade de crescimento a um quarto trimestre que deve crescer menos que estimávamos. O Brasil continua em um passo de recuperação, consistente, de boa qualidade.

O coronavírus teve algum impacto nessa revisão?

Muito pequeno. O coronavírus é um fato importante, ainda estamos observando os acontecimentos. A curva de contaminação, pelos dados oficiais da China, já começa a se reduzir, mas temos poucos dados ainda. Não foi isso que motivou nossa revisão. Tem algum impacto? Muito pequeno ainda, mas merece atenção, pois a China já ocupa 15% da economia global. Todo o processo na China ocorre em região que é um polo logístico, mas é preciso observar o tempo, a intensidade. A revisão foi provocada pelos indicadores mais fracos do quarto trimestre. O coronavírus explica, mas uma pequena parcela.

FONTE:exame

Publicações relacionadas

Assembleia Legislativa do Amazonas terá primeira Sessão virtual na terça-feira (24)

Redação

Coronavírus: Número de casos suspeitos chega a 33 no Amazonas, diz Governo; 27 são descartados

Redação

LUA APRESENTA SINAIS DE ATIVIDADE TECTÔNICA RECENTE

Redação

Deixe uma resposta