Amazonas Destaques Manaus

Rotta diz que não vai mais permitir ‘remendos’ da concessionária de água nas ruas de Manaus

Depois de diversas inspeções, entre segunda e quarta-feira, 1º a 3/2,  em vias que tiveram sua infraestrutura prejudicada por serviços da concessionária Águas de Manaus, gerando diversos prejuízos para a população e para a cidade, o vice-prefeito e secretário municipal de Infraestrutura, Marcos Rotta, afirmou que a prefeitura não vai mais permitir “remendos” mal feitos pela empresa nas ruas da capital.

“É uma empresa que não tem o mínimo de sensibilidade e muito menos responsabilidade com a cidade de Manaus. Nós temos várias frentes de obras com altíssimo grau de irresponsabilidade da concessionária. Estamos acionando neste momento a Agência Reguladora do Município, a Ageman, para que tome providências imediatas. A concessionária de água não pode continuar rasgando as vias da cidade de Manaus, para fazer o seu trabalho, que é louvável, e depois apenas remendar, porque não podemos chamar isso aqui de obra. Isso causa uma série de transtornos e vem causando, inclusive, acidentes nas ruas da cidade de Manaus”, afirmou Rotta.

O secretário municipal reforçou o chamado à empresa para uma reunião que deve acontecer na próxima terça-feira, 9/2. A meta é que os reparos sejam feitos em toda a cidade e que obras concluídas pela prefeitura não sejam prejudicadas posteriormente por intervenções da concessionária.

“A determinação do prefeito David Almeida é que a empresa seja chamada a sua responsabilidade e a partir de hoje faça os reparos nas vias da cidade como deve ser feito, chega de remendos nas ruas de Manaus. Uma outra preocupação que nós temos enfrentado é que a prefeitura faz um recapeamento das ruas e no outro dia a concessionária rasga essa mesma rua e depois faz um serviço ruim, também com esse padrão de qualidade altamente questionável. Esse problema nós vamos enfrentar e vamos solucionar”, garantiu.

Frentes de trabalho

Nesta quarta-feira, Rotta também percorreu diversos pontos de obras emergenciais em Manaus e identificou novas necessidades de reparos na cidade. É caso do retorno na avenida Humberto Calderaro, próximo ao CSU do Parque 10, onde há comprometimentos na via. O local deve ser recapeado emergencialmente, porém será realizado, em parceria com o Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), um desvio para que uma obra de revitalização completa, com a aplicação de concreto seja realizada.

“Estamos estudando com os técnicos e os engenheiros da Seminf uma recomposição em concreto, porque é uma via que recebe um grande fluxo de veículos, uma grande quantidade de carretas, ônibus articulados e não suporta apenas um asfalto. Queremos uma obra que dure cerca de 50 anos. A determinação do prefeito David Almeida é exatamente nesta linha, que a gente não procure mais trabalhar de forma improvisada como vinha sendo feito, mas sim adotar nas obras um padrão de qualidade determinado pela cidade de Manaus”, afirmou Rotta.

Outra intervenção será feita na avenida Mário Ypiranga, onde houve um pequeno rebaixamento na pista. Não há nenhum tipo de comprometimento da estrutura, porém, até o final da semana, a empresa responsável pela obra vai fazer uma reconstituição asfáltica, para o nivelamento da pista.

— — —

Texto – Divulgação/Seminf

Fotos – Osmar Neto/Vice-Prefeito

Publicações relacionadas

Bomba: Wilson Lima tem contas bloqueadas e se aproxima do Impeachment

Redação

Petição para Karol Conká ser retirada do BBB 21 atinge 200 mil assinaturas

Redação

Carros ficam submersos após chuva alagar estacionamento no Centro de Manaus

Redação

Deixe uma resposta