Amazonas Destaques Manaus

Roberto Cidade diz que ALE avalia impeachment

Manaus – O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE), deputado Roberto Cidade, publicou em uma rede social que os pedidos de impeachment do governador do Amazonas, Wilson Lima, já foram recebidos pela casa e estão em fase de análise pela Procuradoria Geral da Casa.

Questionado pelo representante do Movimento Conservador Amazonas, Ségio Kruke, que pede resposta sobre os pedidos contra o governador em um vídeo, publicado neste sábado (13), o presidente da ALE, afirma que tomará as devidas providências após análise.

O presidente da ALE, deputado Roberto Cidade, questionado por internauta, respondeu que ALE é independente e agirá com rigor (Foto: Reprodução/Instagram)

Kruke diz no vídeo ainda, que a vontade do povo hoje, é ver Wilson Lima mais longe possível do cargo de governador e que aguarda a resposta do na próxima terça-feira (16). Roberto cidade explica que irá se manifestar após parecer.

O deputado Roberto Cidade também destacou “somente após o parecer, poderei me manifestar sobre quais medidas tomaremos, mas já adianto que a ALEAM é independente e agirá com rigor diante de qualquer irregularidade comprovada em qualquer um dos processos protocolados nessa Casa”

O parlamentar se refere a dez pedidos de afastamento feito por cidadãos, alguns com desdobramento, como o do presidente do Sindicato dos Médicos do Amazonas, Simeam, Sergio Viana, que após a deflagração de nova fase da Operação Sangria, ingressou com outro pedido, após o primeiro ter sido derrubado pelo plenário.

A operação apura superfaturamento de R$ 2,9 milhões pagos pela Secretaria de Saúde do Estado a uma loja de vinhos por 28 ventiladores pulmonares para tratar de infectados pelo novo coronavírus. As apurações verificaram que a aquisição foi a valores muito superiores aos de mercado. Dois ex-secretários de Saúde foram presos, assim como diversos gestores do primeiro escalão.

Na segunda fase da Sangria, as investigações da Polícia Federal autorizadas pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) a pedido da Procuradoria Geral da República (PGR) apontaram indícios de envolvimento de agentes públicos do Estado nas irregularidades investigadas, inclusive com indícios de recebimento de vantagens indevidas, visando o direcionamento da escolha do fornecedor dos respiradores.

Dois novos pedidos de impeachment foram ingressados na ALE por advogados, após a crise da falta de oxigênio que resultou nas mortes de pacientes de diversas unidades de Saúde, a partir do dia 14 de janeiro, cuja responsabilidade administrativa e penal também estão sendo apuradas pela PGR.

Fonte: D24am. Leia mais em https://d24am.com/politica/roberto-cidade-diz-que-ale-avalia-impeachment/

Publicações relacionadas

Wilson Lima (PSC) acaba de anunciar a retomada do comércio a partir do dia 1º. de junho

Redação

Adélio Bispo quer delatar

Redação

‘As habilidades mais valorizadas nos próximos 5 anos estão ligadas à capacidade humana’

Redação

Deixe uma resposta