Amazonas Destaques Manaus

Rio Negro ultrapassa cota de 2012 e registra cheia histórica

Existe 80% de chances de que o nível das águas chegue a 30 metros

Prefeita de Figueiredo, Patrícia Lopes abre os cofres para pagar lives com dinheiro público

Ala do partido Patriotas vai ao TSE contra filiação dos Bolsonaros

Ministros garantem que até o final do ano todos os brasileiros serão vacinados

A novela do corte de energia durante a pandemia ganhou novos capítulos

Cheia histórica

Nesta terça-feira (1) o rio Negro alcançou a marca histórica de 29,98m, subindo um centímetro a mais desde o domingo (30), quando igualou a marca de 2012 em 29,97m. Os especialistas do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) apontam que a tendência é de estabilização nessa cota, mas há 80% de chances de que o nível de 30 metros seja alcançado. “O processo é de finalização de enchentes”, disse a pesquisadora Luana Gripp Simões Alves.

Estabilização e vazante

Segundo a Luana Gripp, a situação parece ter começado a se estabilizar e, em poucas semanas, o nível das águas vai começar a baixar. Se alcançar os 30m antes disso, explica ela, o impacto sobre a cidade seria praticamente nulo, ou seja, os prejuízos não seriam mais graves do que já está acontecendo no momento. Manaus tem hoje 15 bairros diretamente afetados pela cheia.

Festa de lives em Presidente Figueiredo

Ao contrário do que acontece na maioria dos municípios brasileiros, a realidade financeira de Presidente Figueiredo parece ser bem animadora. A prefeita Patrícia Lopes (MDB) pagou R$ 49.640,00 para a Alpha Produções de Eventos Ltda, com atividades relacionadas a uma live realizada em maio. Conforme a nota fiscal a que o ÚNICO teve acesso foram pagos itens como sonorização R$ 5.100; Iluminação cênica de pequeno porte, R$ 5.100; produção de imagem R$ 3.500; backdrop 1.200; blocos carnavalescos,R$ 4.600;, Grupos Folclóricos R$ 6.900 entre outros.

Primeiro pagamento

O pagamento de R$ 49.640,00, que consta da nota fiscal 52425, à qual o ÚNICO teve acesso, seria apenas o primeiro pagamento de um contrato entre a prefeitura de Patricia Lopes e a empresa Alpha Produções de Eventos Ltda, que totalizaria R$ 400 mil.

Impactos da Pandemia na Economia Brasileira

O livro Impactos da Pandemia na Economia Brasileira, será lançado nesta terça-feira (1) às 20 horas, com transmissão pelo www.youtube .com/user/c

Governo testa viajantes

O Governo do Amazonas instalou uma banca de testes de Covid-19 no Aeroporto Eduardo Gomes desde ontem e está fazendo a testagem do tipo RT-PCR, cujo resultado sai em 48 horas. A testagem é voluntária e visa monitorar a entrada de novas variantes do coronavírus no Estado.

Ministros garantem vacinação em massa

Durante a abertura do Fórum de Investimentos Brasil 2021 (FIB), do qual o Amazonas participa com estande próprio para apresentação das potencialidades e busca de investidores estrangeiros, os ministros da Saúde, Marcelo Queiroga, e da Economia, Paulo Guedes, disseram, por videoconferência, que o Brasil terá toda sua população vacinada até o final do ano. A fala foi feita por Queiroga e confirmada por Guedes. “Como disse o ministro Queiroga, a vacinação em massa é a principal política econômica que podemos fazer por agora”, disse Guedes.

Oxigênio para o Norte

Marcelo Queiroga informou ontem, também, que o Ministério da Saúde vai enviar 5.100l concentradores de oxigênio para as unidades de saúde com pacientes internados com covid-19 no Norte e Nordeste do país. Por enquanto, ainda não se sabe quantos virão para o Amazonas.

CPI ouve hoje médica pró-cloroquina

A CPI da Pandemia vai receber nesta terça-feira (1º) a médica oncologista e imunologista Nise Yamaguchi, diretora do Instituto Avanços em Medicina, de São Paulo, que defende o chamado “tratamento precoce” para a covid-19 com uso de cloroquina. Em depoimento anterior, Nise foi apontada pelo diretor da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antonio Barra Torres, como a autora da ideia de alterar a bula da cloroquina para indicar que ela seria eficaz contra a Covid-19.

Rosa Weber e os governadores

Está nas mãos da ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), a ação movida por 18 governadores brasileiros contra a convocação pela CPI da Pandemia. A ministra foi escolhida por sorteio realizado no dia de ontem. Ela pode pedir mais informações para as partes ou simplesmente conceder uma liminar para que as convocações sejam suspensas.

Petróleo Sabbá ganha em RO

A 2ª Câmara Especial do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia decidiu ontem uma questão que se arrastava desde 2010 entre o Governo de Rondônia e a empresa Petróleo Sabbá S/A. O Estado aplicou multas em 2006, 2008 e 2010 à empresa, alegando que ela deveria ter recolhido ICMS sobre transferência de combustíveis para a Zona Franca de Manaus. A justiça demorou apenas 11 anos para decidir que “as remessas de mercadorias para empresas localizadas na Zona Franca de Manaus são imunes à tributação”.

Patriotas rejeitam Flávio Bolsonaro

Não deu tempo nem de comemorar. Membros do partido Patriota foram ontem mesmo ao Tribunal Superior Eleitoral ajuizar uma ação contra as mudanças feitas no estatuto do partido, para permitir a filiação do senador Flávio Bolsonaro e, futuramente, do seu pai, o presidente Jair Bolsonaro. O caso foi distribuído para o ministro Edson Fachin.

O vai e vem da energia elétrica

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) julgaram constitucional a lei nº 5.143/20 – de autoria do deputado estadual João Luiz (Republicanos) – que proíbe as concessionárias de serviços públicos de água e energia elétrica de efetuar o corte do fornecimento residencial dos serviços, por falta de pagamento, durante a pandemia no Estado do Amazonas.
Independente disso, a concessionária Manaus Energia continua cortando o fornecimento de energia, baseada no fim da situação de Emergência, confirmada por sentença judicial.
Este posicionamento agora vai ser questionado na Justiça pela OAB-AM e pela Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa. Para a OAB, o decreto de Emergência foi renovado, sim, e vale até julho deste ano.
“ Infelizmente, a decisão judicial se baseou em uma informação equivocada”, disse o deputado Álvaro Campelo, presidente da CDC-Aleam.

Pista liberada

Finalmente amanheceu aberta hoje, a pista do complexo viário Professora Isabel Victoria, na avenida Max Teixeira, em frente ao conjunto Manôa. O trânsito foi liberado nos dois sentidos da via e já deu vida nova ao local. Foram cinco meses de reforma do viaduto.

Publicações relacionadas

David vence Amazonino no segundo turno da corrida pela Prefeitura de Manaus

Redação

Manaus dobra capacidade de armazenamento do seu datacenter com investimento em tecnologia hiperconvergente

Redação

Moradores abandonam prédios em Manaus após tremor de terra na Guiana

Redação

Deixe uma resposta