Cotidiano Brasil Destaques Mundo

QUANTO TEMPO O VÍRUS DA COVID-19 VIVE SOBRE ROUPAS E SAPATOS?

Afinal, é preciso lavar a roupa assim que volta da rua? Por quanto tempo o vírus permanece em roupas ou sapatos? Essas e outras questões surgem porque o causador da covid-19 era impensável para a maior parte da população até alguns meses atrás. Felizmente, os especialistas alertam que por mais que se deva cuidar das vestimentas, elas não devem causar tanta paranoia.

E existem algumas razões para isso: o vírus permanece em minúsculas gotículas respiratórias, que, de tão leves, flutuam no ar por até meia hora. É por isso que a principal forma de transmissão é quando essas gotículas atingem a boca, o nariz ou os olhos – portanto, as máscaras são essenciais. Um corpo em movimento também desloca o ar à sua volta, fazendo com que a gotícula provavelmente desvie de seu corpo mesmo que você passe diretamente sobre ela.

Apenas uma pessoa que falasse expelindo muita saliva poderia apresentar algum risco, pois pode produzir gotículas mais pesadas. “É improvável que uma gota pequena o suficiente para flutuar no ar por um tempo também seja depositada nas roupas devido à aerodinâmica”, diz Linsey Marr, cientista de aerossóis da Virginia Tech, em entrevista ao The New York Times.

Vírus é expelido em gotículas da fala, da tosse e do espirro

Vírus é expelido em gotículas da fala, da tosse e do espirroFonte:  Pixabay 

Eventualmente, algumas dessas gotículas podem ser depositadas em sua blusa ou camiseta. Nesse momento, elas são absorvidas pelo tecido em diferentes velocidades, dependendo da fibra. Com a gotícula totalmente seca, o vírus acaba se tornando inativo. “Sabemos que a gota pode secar sob algumas condições, o que pode ser mais rápido com fibras naturais”, analisa a especialista em saúde pública Carol Winner, em conversa com o Huffington Post.

Portanto, uma saída rápida de casa não necessita que a pessoa já leve a roupa para a lavanderia. Isso é diferente, porém, se alguém espirrar ou tossir na sua direção – neste caso, o indicado é lavar. Vale lembrar que a higienização das mãos continua sendo altamente recomendada.

A situação é parecida com a dos calçados. “O público em geral não deve se preocupar em procurar o vírus na parte de baixo dos sapatos”, explica o dr. Joseph Allen, da Universidade de Harvard, em entrevista ao Bustle. Porém, para quem puder deixar os calçados na porta de entrada – principalmente no caso de profissionais da saúde – isso ajuda a não levar o vírus para dentro de casa.

Caso você tenha uma máquina de lavar com regulagem de temperatura, dê preferência para lavagens com água quente. Porém, caso não tenha, não precisa ficar fervendo a roupa, pois isso pode danificá-la e gerar um estresse desnecessário. Também é recomendável o uso de um produto alvejante para ajudar a eliminar o vírus.

FONTE:tecmundo

Publicações relacionadas

Plasma de pacientes curados de covid-19 será usado no tratamento da doença

Redação

“ESTRANHO NÃO?” Loja de vinhos receberá R$ 2,9 milhões para fornecer ventiladores pulmonares para Governo do AM

Redação

Prazo para renovação de bolsa-moradia de beneficiários do Monte Horebe tem início nesta segunda (20), em Manaus

Redação

Deixe uma resposta