Amazonas Destaques Manaus

Procon notifica fábricas de cimento em Manaus sobre aumento de preço

MANAUS – O Procon (Instituto Estadual de Defesa do Consumidor do Amazonas) notificou duas fábricas de cimento em Manaus e pediu esclarecimentos sobre os preços cobrados desde março deste ano. As fábricas têm cinco dias úteis para apresentar as notas fiscais ao órgão. A cobrança aconteceu na manhã desta sexta-feira, 28.

A notificação aconteceu após o ATUAL publicar levantamento mostrando que o preço do cimento em Manaus é mais caro que em outras sete capitais brasileiras. Enquanto o custo em Manaus chega a R$ 45, em Brasília (DF) é possível comprar um saco de cimento por R$ 21.

ATUAL também teve acesso à um documento em que a empresa Votorantim informa o reajuste de R$ 2 no preço do cimento a partir da próxima segunda-feira, 31.

Jalil Fraxe, diretor do Procon explica que os canais de denúncia do órgão tiveram diversos registros, nos últimos dois dias, sobre o aumento do preço do cimento. 

“Isso é um efeito em cadeia com os materiais de construção. O cimento é um item fundamental para a construção civil, e, se for identificada qualquer infração por parte do fornecedor, do fabricante ou dos lojistas, nós iremos aplicar as devidas punições. No caso do cimento, iniciamos a fiscalização pelas fábricas, pois entendemos que o fabricante e o importador terão essas notas para mostrar a origem do aumento. Se for identificado que são as lojas que estão aumentando o preço do cimento, iremos prosseguir a fiscalização indo em cada loja de material de construção”, disse Fraxe.

Publicações relacionadas

Wilson Lima entrega viaturas e equipamentos aos Bombeiros, em cerimônia pelos 21 anos de emancipação da corporação

Redação

“Nós temos que esperar quatro anos para tirar o presidente, diz Lula sobre Bolsonaro

Redação

Coronel Menezes anuncia que disputará a prefeitura de Manaus

Redação

Deixe uma resposta