Amazonas Brasil Destaques Manaus

Preso há 41 anos, Geleião, fundador do PCC, pode ficar para sempre na cadeia

Um dos condenados mantidos há mais tempo atrás das grades no Brasil, José Márcio Felício, 59, o Geleião, único fundador vivo do PCC (Primeiro Comando da Capital), preso por 41 ininterruptos anos, corre risco de sofrer nova penalização judicial e de ficar por décadas confinado na prisão.

Ele ainda não foi julgado pelas mortes de três presos e de um agente penitenciário durante uma sangrenta rebelião ocorrida entre os dias 6 e 12 de junho de 2001 na Penitenciária Estadual de Piraquara, na região metropolitana de Curitiba, no Paraná.

pena dele é de 142 anos. Geleião sempre ficou preso em regime fechado. A Justiça nunca deferiu suas petições de progressão para o semiaberto, feitas de próprio punho por não ter advogado. Uma possível condenação pelas mortes de Piraquara pode significar uma prisão perpétua para ele. Geleião e outros sete presos, todos integrantes do PCC à época, foram denunciados à Justiça pela promotora Luiza Helena Nickel, em 1º de abril de 2014, praticamente 13 anos após os crimes. O processo continua em andamento na Vara Criminal de Piraquara.

Entre os oito presos denunciados, dois também eram fundadores do PCC: César Augusto Roriz Silva, o Cesinha, assassinado em agosto de 2006 na Penitenciária 1 de Avaré e Mizael Aparecido da Silva, o Miza, morto por rivais em fevereiro de 2002 na Penitenciária 2 de Presidente Venceslau. Segundo a Justiça paranaense, o processo está na fase de instrução. Foram extintas as punibilidades de Cesinha e Mizael porque ambos morreram, e a de Gilmar Ângelo dos Santos, o Mamá, outro criminoso do PCC. Ele era portador do vírus HIV e faleceu em 2007 em uma prisão paulista.

Na semana passada, a Vara Criminal de Piraquara expediu à Justiça de São Paulo carta precatória intimando o presidiário Emerson de Souza Almeida, o General, um dos denunciados pela matança, para prestar depoimento. O detento era da alta cúpula do Primeiro Comando da Capital. A Vara Criminal de Piraquara informou nesta quinta-feira (9/7) à reportagem que Geleião também será intimado para prestar declarações nessa fase de instrução processual.

Fonte e texto: Josmar Jozino Colunista da UOL

Publicações relacionadas

Colegiado do TCE-AM julga 57 processos nesta segunda-feira (17)

Redação

TCE-AM entrega à Justiça Eleitoral lista com 616 gestores com contas reprovadas

Redação

Procon Manaus realiza operação Volta às Aulas contra práticas abusivas de escolas e lojas de material escolar

Redação

Deixe uma resposta