Amazonas Destaques Manaus

Presidente Petista da OAB terá que explicar “encomenda” de Rodrigo Maia

Em 17/04, várias postagens no Twitter, aduziram que Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, insatisfeito com o Presidente Jair Bolsonaro ocupando a presidência, teria “encomendado” ao presidente da OAB, declaradamente militante de esquerda, um esboço de pedido de impeachment de Bolsonaro.

No Twitter, Leandro Ruschel disse: “Nos bastidores da Câmara, corre a informação que o #ForaMaia, vulgo Botafogo, encomendou um processo de Impeachment contra Bolsonaro ao petista que comanda a OAB“.

No mesmo dia, e também via tweet, o ex-deputado federal Roberto Jefferson, publicou a seguinte nota: “Rodrigo maia, reencarnação mais redonda de Eduardo Cunha, encomendou ensaio de pedido de impeachment ao petista presidente da OAB. Motivo, divergências sobre o melhor modo de enfrentar o Covid-9. Se aliou a agentes do corrupto Lula, para conspirar contra um homem honesto“, respectivamente, são verdadeiras ou não; Ainda com maior gravidade, em entrevista no último domingo (19/04), Roberto Jefferson deixou ainda mais claro a existência de uma “conspiração” contra o Presidente Jair Bolsonaro.

Não é novidade para ninguém que o presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, não morra de amores por Jair Bolsonaro.

Um grupo de 140 corajosos advogados apresentou à Justiça Federal do Distrito Federal um pedido de interpelação judicial a Felipe Santa Cruz, presidente da OAB, questionando-o se tais fatos são verídicos ou não, além de outros questionamentos sobre a ADPF 672, proposta no STF em 31/03/2020.

No pedido de explicações, os advogados questionam o mandatário da OAB, sob juramento do código de ética da advocacia, regulamento geral e Estatuto da Ordem, se “a notícia publicada na página do Twitter dos senhores Leandro Ruschel e Roberto Jefferson são verdadeiras.

Os fatos são gravíssimos e precisam ser esclarecidos pelo presidente da OAB, Felipe Santa Cruz. Não podemos admitir nenhum tipo de ofensa à Constituição Federal e Estado de Direito, enquanto advogados e membros da advocacia”, disseram.

A interpelação tem por objetivo, ainda de acordo com o grupo de advogados, “oportunizar ao presidente da OAB os devidos esclarecimentos dos fatos ali narrados, inclusive, sobre a ADPF 672, que defendeu os decretos e autonomia dos governadores de estado e municípios para agirem como ditadores e ofensas à Constituição Federal.

O processo nº 1023614-36.2020.4.01.3400 foi distribuído para a 20ª Vara Federal Cível e aguarda pronunciamento do juiz.

Com informações Terça Livre

Publicações relacionadas

Prefeito decreta luto oficial pela morte de professor da rede municipal

Redação

MP de Bolsonaro tira Flamengo e demais clubes das mãos da Globo Lixo

Redação

Prefeito de Manaus entrega quadra poliesportiva do conjunto Jardim Petrópolis revitalizada

Redação

Deixe uma resposta