Amazonas Destaques Manaus

Presidente do TJAM mantém proibição do Estado pagar aluguel do hospital Nilton Lins

🔴 Desembargador dá prazo de cinco dias para Governador apresentar contrato de aluguel

O presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), desembargador Yedo Simões, acaba de se pronunciar sobre a decisão em primeira instância do juiz César Luiz Bandieira, que suspendia o pagamento do aluguel do prédio do hospital desativado da Nilton Lins. Na decisão, o desembargador mantém o direito do Governo de continuar equipando e reformando o hospital, mas impede que faça qualquer pagamento a Nilton Lins no momento e dá prazo de cinco dias para o Estado apresentar o contrato e deixe claro o valor do aluguel e a comprovação de que a locação engloba os equipamentos necessários para o tratamento de pacientes com coronavírus, incluindo os respiradores mecânicos.

Veja a íntegra da decisão:

Publicações relacionadas

Ônibus e carro de luxo ficam destruídos após incêndios em diferentes pontos de Manaus

Redação

Governo permite recontratar demitidos antes de 90 dias durante pandemia

Redação

Quadrilha invade casa de ex-coronel da PM e rouba 108 armas em Manaus

Redação

Deixe uma resposta