Amazonas Destaques Manaus

Presidente do TCE-AM assume conselho fiscal da Atricon, em Brasília

Integrante da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon), o presidente do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), conselheiro Mario de Mello foi empossado, na tarde desta quinta-feira (6), em Brasília, como membro titular da diretoria da entidade, assumindo o cargo de conselheiro fiscal para o biênio 2020-2021. Na mesma solenidade, o conselheiro-ouvidor do TCE-AM, Érico Desterro foi empossado como vice-presidente de Desenvolvimento Institucional do Instituto Rui Barbosa (IRB), garantindo ao Amazonas, também, representação nacional entre os órgãos de controle.
Criada em 1992, a Atricon atua hoje junto aos TCs para aprimorar e garantir a representação, a defesa, o aperfeiçoamento, integração e padronização dos serviços dos Tribunais, visando aprimorar o Sistema de Controle Externo do Brasil em benefício da sociedade. 
A solenidade concorrida ocorreu no edifício Íon com a presença de representantes de todos os Tribunais de Contas do país e do Tribunal de Contas da União (TCU). Na reunião, também foi empossada a diretoria do Conselho Nacional de Presidentes dos Tribunais de Contas (CNPTC), onde o conselheiro Mario de Mello tem assento.
Ao falar da solenidade de posse, o conselheiro Mario de Mello afirmou que é “uma honra muito grande fazer parte da diretoria da Atricon e que o assento na entidade, além de um reconhecimento ao TCE-AM, era um presente para o Amazonas e para o norte do Brasil”. 
“Estamos perto e acompanhando as grandes decisões e o rumo que os Tribunais de Contas do Brasil têm a seguir. Tivemos uma passagem muito positiva no biênio passado e fomos reconduzidos. Essa representatividade no colégio de presidentes, na Atricon e no IRB, com o conselheiro Érico Desterro, fortalece o nosso Estado”, avaliou.
O presidente da Atricon, Fábio Nogueira, reafirmou o compromisso de elevar o sistema Tribunais de Contas a um patamar superior com foco na otimização do controle externo e fiscalização das contas públicas. 
As reuniões da Atricon acontecem periodicamente após convocação da presidência. Foram empossados, também, os outros 32 membros do corpo diretivo da Atricon, que vão atuar junto aos Tribunais de Contas na integração e na troca de experiência, buscando o desenvolvimento de estratégias para aprimorar o controle da Administração Pública.
Posse no IRB do conselheiro Érico
Na mesma solenidade, o ouvidor-geral do TCE-AM, conselheiro Érico Desterro, foi empossado como vice-presidente do IRB para o biênio 2020-2021. O conselheiro do AM foi eleito, assim como no biênio passado, para a vice-presidência de Desenvolvimento Institucional do IRB.
Considerada como a casa do conhecimento dos Tribunais de Contas, o IRB é uma associação civil de estudos e pesquisas responsável por realizar capacitações, seminários, encontros e debates para aprimorar as atividades exercidas pelos tribunais de contas brasileiros.A entidade também investiga a organização, os métodos e os procedimentos de controle externo e interno para promover o desenvolvimento e o aperfeiçoamento dos serviços dos órgãos de controle externo do país.
“O Tribunal de Contas do Amazonas sempre esteve representado tanto na Atricon, quanto no Instituto Rui Barbosa. Essa representação não é só importante para o Tribunal de Contas do Amazonas, mas para o Estado do Amazonas, que se integra adequadamente no sistema de controle externo do país inteiro. É uma oportunidade que nós temos de trocar ideais e de sermos ativos, participantes, na atividade de controle externo como um todo”, afirmou o conselheiro Érico Desterro.

Publicações relacionadas

Prefeitura realiza primeira ação integrada de combate à poluição sonora do ano

Redação

COVID-19: MPAM sugere convênio com o Acre para garantir atendimento aos casos de covid-19 da região sul do Amazonas

Redação

Josué vota a favor do decreto de reconhecimento à situação de Calamidade Pública de Manaus

Redação

Deixe uma resposta