Amazonas Destaques Manaus

Presidente da ALE-AM anuncia que foi diagnosticado com novo coronavírus

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), Josué Neto, informou que está com o novo coronavírus, durante uma sessão ordinária virtual da Assembleia, nesta segunda-feira (20). A sessão foi a mesma em que os deputados aprovaram um documento que solicita ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) a intervenção federal na saúde do Amazonas.

O Amazonas registrou mais 116 casos de Covid-19 nesta segunda-feira (20), totalizando 2.160 casos confirmados do novo coronavírus no estado, segundo boletim da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM), que confirma um total de 185 mortes. Entre os casos confirmados e suspeitos de Covid-19, há 815 pacientes internados.

Durante a sessão ordinária, Josué Neto justificava os motivos de ter assinado o pedido de intervenção federal no Amazonas, ao falar sobre a situação da saúde no estado, quando afirmou ter testado positivo para o novo coronavírus. Ainda segundo ele, os familiares também estão infectados pelo Covid-19.

“Na minha casa, todos estamos com Covid-19. Eu estou com Covid-19. A minha família está com Covid-19. Eu já estou sofrendo com o Covid-19”, disse o presidente da ALE-AM.

Pedido de intervenção federal

Deputados da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM) aprovaram, nesta segunda-feira (20), um documento que solicita ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) a intervenção federal na saúde do Amazonas – prestes a entrar em colapso com taxa de ocupação de leitos com quase 90%. O pedido de intervenção federal, assinado pelo presidente da ALE-AM, Josué Neto, foi aprovada pela maioria dos votos, em uma sessão ordinária virtual da Assembleia.

Durante a sessão, 13 deputados estaduais votaram a favor da solicitação de intervenção federal na saúde do estado, um votou contra e outro se absteve do voto. Os outros nove deputados estaduais não estiveram presentes na sessão virtual durante a votação do pedido. A solicitação será encaminhada para o presidente da República.

No documento, Josué Neto justifica o pedido de intervenção com informações sobre o colapso na saúde do Amazonas e dados que mostram o avanço da Covid-19 no estado. Segundo ele, a atual situação do sistema de saúde caracteriza uma “perturbação da ordem pública”, com base no artigo 34 da Carta Magna Brasileira, o que motiva que haja a intervenção federal.

Segundo dados do governo, quase 90% do leitos totais para pacientes com Covid-19 estão ocupados. Ao todo, o Amazonas possui 6.710 leitos, entre a rede pública e privada. Em uma coletiva de imprensa realizada na quinta-feira (16), o Governo do Amazonas admitiu que o sistema de saúde do estado já apresentava insuficiência da capacidade de leitos do Sistema Único de Saúde (SUS) antes da pandemia da Covid-19.

Coronavírus no Amazonas

Amazonas registrou mais 116 casos de Covid-19 nesta segunda-feira (20), totalizando 2.160 casos confirmados do novo coronavírus no estado, segundo boletim da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM). Também foram confirmados mais três mortes pela doença, totalizando 185 mortes.

Ainda de acordo com o boletim, 1.165 pessoas com diagnóstico de Covid-19 estão em isolamento social ou domiciliar, o que corresponde a 53,94% dos casos confirmados no Amazonas. De domingo (19) para segunda-feira, mais 103 pessoas se recuperaram da doença e estão fora do período de transmissão do vírus, totalizando, agora, 635 recuperados.

Publicações relacionadas

Há 5 anos o empresário Marcelo Generoso e sua família realizam o projeto social ‘Heróis nos Hospitais’, todo ano na época do dia das Crianças e no Natal.

Redação

Homem é preso suspeito de enganar pessoas com falso aluguel de apartamento e leilão de carros; prejuízo chega a R$ 140 mil

Redação

Bolsonaro destaca a interceptação de aviões com 1,1 tonelada de cocaína no MS

Redação

Deixe uma resposta