Amazonas Destaques Educação Manaus

Prefeitura inicia distribuição de kits do projeto ‘Hora da Merenda’ para escolas municipais

Prefeitura de Manaus começou nesta quarta-feira, 15/4, a distribuir os kits do projeto “Hora da Merenda” para as primeiras 28 unidades de ensino da Secretaria Municipal de Educação (Semed), que vão fazer o repasse. No total, a medida anunciada pelo prefeito Arthur Virgílio Neto entregará mais de 2 mil toneladas de alimentos em estoque, do Programa de Alimentação Escolar, aos mais de 242 mil alunos da rede municipal, de todas as modalidades de ensino. A ação é uma forma de garantir alimentação às crianças, que por conta na pandemia do novo coronavírus, neste momento, estudam por meio de aulas não presenciais, em casa.

A partir desta quinta-feira, 16/4, as primeiras 28 unidades de ensino começarão a distribuir os kits aos pais ou responsáveis pelos alunos. A entrega será feita por meio de agendamento, onde a escola entrará em contato com um representante da família do estudante, a fim de que compareça apenas em dia e horário marcado para buscar os itens.

Desde que o projeto foi anunciado pelo prefeito Arthur Neto, na terça-feira, 14/4, uma equipe foi criada pela Central de Abastecimento e Logística da Semed para montar os kits, que são compostos por itens básicos, como arroz, macarrão, farinha, açúcar e outros produtos, conforme disponibilidade em estoque da Logística e das escolas.

Segundo o diretor de Suprimentos e Logística da Semed, Leís Batista, a distribuição acontecerá no período de 15 dias, sendo cinco escolas, por Divisão Distrital Zonal (DDZs) da Semed, atendidas por dia. “Todos os gêneros alimentícios que estão no depósito colocaremos nos kits e a escola também fará o mesmo. Será um kit por aluno, mas apenas um responsável deve comparecer para receber o benefício e, assim, evitar aglomeração. Cada escola vai receber um kit com álcool em gel e luvas para que os profissionais recebam os pais”, disse.

A ação do município está respaldada pela Resolução nº 2, de 9 de abril de 2020, do governo federal, publicada nesta segunda-feira, 13/4, na Edição 70, Seção 1, Página 27, do Diário Oficial da União (DOU). O documento dispõe “sobre a execução do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), durante o período de estado de Calamidade Pública, reconhecido pelo Decreto Legislativo nº 6, de 20 de março de 2020, e da Emergência de Saúde Pública, de importância internacional, decorrente do novo coronavírus”.

A montagem dos kits foi acompanhada por conselheiros municipais de Alimentação Escolar, que verificaram a procedência dos alimentos, assim como a composição dos mesmos. “Nosso papel é representar a sociedade e verificar a composição e prazo de validade dos itens que compõem os kits que vão suprir as necessidades dos alunos, onde muitas famílias ficaram sem trabalhar devido ao período de isolamento. Vamos acompanhar a montagem nas escolas”, explicou a conselheira Lucilene Soares.

Contato

Para evitar qualquer tipo de aglomeração, as escolas entrarão em contato com os pais ou responsáveis dos alunos para agendar a entrega dos kits, que deve acontecer nos turnos matutino, das 7h às 11h, e vespertino, das 13h às 17h, por equipe, que obedecerá o regime de escala alternada, reduzindo o número de profissionais envolvidos por dia. Assim, não é necessário ir até a escola para saber quando será a entrega, já que todos serão avisados.

Texto – Érica Marinho / Semed

Fotos – Altemar Alcantara / Semcom

COMPARTILHE

Publicações relacionadas

‘ABSURDO COM O POVO’. Ex-governador do AM, José Melo volta receber pensão especial de R$ 34,5 mil após decisão da Justiça

admin

Criada no AM, cápsula ‘Vanessa’ salva vidas pelo Brasil

admin

Saúde está sem EPI’s mesmo com recursos

admin

Deixe um comentário