Amazonas Manaus


Prefeitura de Manaus encerra curso de Libras para servidores do Sine Manaus

Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi), encerrou, nesta segunda-feira, 30/5, o curso de Língua Brasileira de Sinais (Libras) para servidores do órgão, realizado no posto do Sine Manaus, do bairro São Geraldo, zona Centro-Sul.

O curso faz parte da iniciativa organizada por meio de uma parceria entre a Semtepi e a Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad), por meio da Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi), como parte da política de igualdade social e atendimento de qualidade para todos os públicos.

O curso foi dividido em dois módulos (básico e avançado), com duração 15 dias cada um, no formato presencial. Ao todo 20 servidores concluíram os dois níveis, sendo esta a primeira turma de 2022. De acordo com o diretor do Sine Manaus, Leandro Neves, haverá uma segunda turma para receber a formação que será realizada no posto do shopping Phelippe Daou, no Jorge Teixeira, zona Leste.

“Este curso proporcionou aos servidores do Sine Manaus da Constantino Nery, o nível básico e avançado em Libras. Ele é importante para os nossos servidores, que atuam no atendimento ao público, pois diariamente o posto é frequentado por PcDs (Pessoas com Deficiência), em virtude da quantidade de vagas oferecidas. Então, os servidores poderão atuar de uma forma bem assertiva para receber esse público. Teremos mais turmas contemplando também os servidores dos outros postos”, explica Leandro.

O público-alvo do curso foram os servidores que desempenham funções na área de atendimento externo, para que possam estabelecer uma comunicação adequada com PcDs auditivos, oferecendo um serviço público de excelência a essa parcela da população.

O servidor do setor de Captação de Vagas da Intermediação de Mão de Obra, Luiz Alberto Monteiro, além de agradecer a oportunidade e parabenizar a iniciativa da prefeitura, destaca a importância do conhecimento adquirido para o trabalho com o público.

“Com esta formação conseguiremos atender melhor as pessoas com deficiência auditiva, aquelas que têm dificuldade em falar, que vêm em busca de uma vaga de emprego. Agora nós teremos condições plenas de atendê-los com mais eficiência e cordialidade”, ressalta Luiz.

Publicações relacionadas

Decisão de conselheiro do TCE-AM suspende contratações temporárias pela Secretaria de Saúde

Redação

P. Figueiredo é o ‘primo rico’ dos repasses federal e estadual, diz Serafim Corrêa

Redação

Inscrições para concurso da Petrobras terminam nesta quarta-feira

Redação

Deixe um comentário