Amazonas Destaques Manaus

Prefeito de Manaus pede Exército nas ruas para enfrentar traficantes que promovem terror

MANAUS – O prefeito de Manaus, David Almeida, pediu, na noite deste domingo que o governador do Amazonas, Wilson Lima, invoque a GLO (Garantia da Lei e da Ordem) ao governo federal para enfrentar as organizações criminosas que desde a madrugada desde domingo promovem o terror na capital e em cidades do interior do Amazonas.

A GLO no ordenamento jurídico do Brasil é uma operação prevista na Constituição Federal realizada exclusivamente por ordem do presidente da República, da qual autoriza o uso das Forças Armadas.

“Pela tarde, conversei com o comandante militar da Amazônia, falei com o governador Wilson Lima, alertava pra ele que, se estão fazendo isso à luz do dia, o que pode vir durante a noite pode ser muito pior. Delegacias já estão sendo atacadas, e, é invocar a GLO. Está mais do que na hora de o Exército entrar nas ruas. Não se pode deixar que os marginais tomem conta”, disse Almeida.

O prefeito de Manaus também fez um apelo à sociedade: “Ou a sociedade toma uma atitude contra as drogas para acabar com as drogas, ou as drogas acabam com a sociedade. Esse é o momento de todos nós nos unirmos e termos, sim, a presença do Exército nas ruas para colocar esses marginais, esses bandidos nos lugares deles”, completou o prefeito em entrevista coletiva em uma praça da zona oeste de Manaus.

Em nota, o Comando Militar da Amazônia informou que “até o presente momento, não foi notificado oficialmente para atuar na Garantia da Lei e da Ordem no estado do Amazonas.”https://www.youtube.com/embed/L5H_ctcYsK0?enablejsapi=1&autoplay=0&cc_load_policy=0&cc_lang_pref=&iv_load_policy=1&loop=0&modestbranding=0&rel=0&fs=1&playsinline=0&autohide=2&theme=dark&color=red&controls=1&

Pronunciamento do governador

Agora à noite, o governador Wilson Lima, acompanhado da cúpula da segurança pública do Amazonas, fez um pronunciamento em que ele disse que 14 pessoas já haviam sido presas neste domingo por suspeita de participar dos atos criminosos em Manaus e no interior do Amazonas.

Wilson Lima também disse que os ataques são uma reação de traficantes de drogas às ações do estado de combate ao tráfico, e  confirmou declaração do secretário de Segurança Pública Louismar Bonates no final da manhã.

Publicações relacionadas

CPI revela que Nilton Lins tinha UTI’s vazias

Redação

CRIAE Design e Publicidade recebe prêmio ‘Empresa Amiga da Justiça’ do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas

Redação

Estado aluga avião por R$ 4,3 milhões

Redação

Deixe uma resposta