Amazonas Destaques Manaus

Prefeito David aponta Menezes como inimigo de Manaus

O corre-corre dos partidos para definir quem serão os candidatos à Assembleia e Câmara Federal

A lista tríplice de David Almeida embaralha o jogo para as eleições ao governo

Tem gente nova na linha de frente da Prefeitura de Manaus

“As prévias são soberanas”, diz Arthur Virgílio ao defender candidatura de João Dória

Tribunal de Contas marca posse de Fabian para a semana que vem

Bolsonaro recua e não edita o decreto que exclui a Zona Franca da redução do IPI

Alexandre Moraes, do STF, é o relator das ações contra o Decreto do IPI

Justiça do Amazonas define que vai manter uso de máscaras

Por Claudio Barboza e Solange Elias, com as editorias do Único

David dispara contra Menezes

Azedou de vez a relação entre o prefeito David Almeida (Avante) e o pré-candidato ao Senado pelo PL, Coronel Menezes. Após a divulgação de áudios onde Menezes diz ter boicotado David junto a Bolsonaro, o prefeito disparou que a revelação mostra que Menezes agiu deliberadamente para prejudicar Manaus, usando sua proximidade com o presidente, para evitar que recursos do Governo Federal fossem viabilizados para programas de investimentos na capital amazonense.

Definições das listas de candidatos

Muita conversa de pé de ouvido nas últimas horas marcaram a movimentação interna nos partidos, que estão fechando as nominatas com os nomes que vão disputar cadeiras na Assembleia Legislativa do Amazonas e na Câmara Federal, sendo que a maior correria está por conta das listas dos que vão disputar vaga no Legislativo estadual. No União Brasil, por exemplo, o governador Wilson Lima tenta criar espaço para viabilizar concretamente a possibilidade de eleger até quatro deputados. O problema é que tem muita gente querendo entrar no barco.

União prepara lista

Na nominata dos estaduais do União Brasil estão os deputados estaduais Adjuto Afonso e Roberto Cidade, que se filiaram recentemente. Quem também deve entrar na sigla é a deputada estadual Joana Darc. Tem parlamentar querendo a quarta vaga, mas os que estão dentro dizem que o limite deve ser três para quem tem mandato.

O trio de coringas do prefeito

O procurador Tadeu de Souza se afastou da Casa Civil, a médica Shádia Fraxe, deixou a Secretaria Municipal de Saúde e Sabá Reis se despediu da Secretaria de Limpeza Pública. Os três estão prontos para assumir posições nas eleições deste ano, dentro da estratégia do prefeito David Almeida que irá definir se serão vices em eventuais composições ou até mesmo sair para disputar o governo. As pedras estão no tabuleiro.

Novos titulares

Com a saída dos três, os novos titulares das pastas são: Djalma Pinheiro Pessoa Coêlho, ex-subsecretário, agora comanda a Secretaria Municipal de Saúde; o administrador Altervi Moreira fica na Semulsp, onde já era subsecretário, e Rafael Lins Bertazzo, vai ser o titular da Casa Civil.

Mais uma possível candidata

A jornalista Liliane Araújo também assinou a ficha de filiação do Avante, ontem. Ela, que já foi candidata em três eleições em Manaus, vai tentar uma vaga de deputada federal.

Arthur diz que prévias são soberanas

“As prévias são soberanas e qualquer tentativa de desrespeitá-las é golpe”, afirmou o ex-senador e ex-prefeito de Manaus, Arthur Vírgilio Neto, que foi candidato no processo de escolha interna do partido que definiu o nome tucano para disputar à Presidência da República, ao lado do governador Eduardo Leite (RS) e do governador João Dória (SP), vencedor das prévias. Nesse cenário Arthur é taxativo: a vitória de Dória precisa ser respeitada.

Posse de Fabian

O presidente do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), Érico Desterro, marcou para a próxima terça-feira (5), a posse do novo conselheiro da casa, o professor Luis Fabian Pereira Barbosa. Fabian assume na vaga do conselheiro Júlio Cabral, que se aposentou.

Decreto do IPI sumiu

O presidente Jair Bolsonaro não cumpriu o prometido ao Amazonas e não reeditou o Decreto que reduziu a alíquota do IPI para 25% prejudicando as indústrias instaladas na Zona Franca de Manaus. As notícias nacionais informam que a equipe econômica do governo federal vai manter o mesmo decreto por mais 30 dias.

Picuinha política

Disse o Estadão que “o aumento do corte da alíquota para 33% estava pronto para ser assinado nesta quinta-feira (31) mas, por razões políticas, o presidente não quis assinar o novo decreto para beneficiar os produtos da Zona Franca de Manaus (ZFM). Não quis. Bolsonaro age em “vingancinha” a políticos do Amazonas que o criticam e fazem oposição.

Influência de Menezes

A influência do ex-superintendente da Suframa e candidato a senador, Coronel Menezes (PL) junto a Bolsonaro parece ter sido o motivo desse recuo. Menezes declarou publicamente ontem que David Almeida foi excluído das negociações com o presidente porque “chamou para a sala de negociação o senador Omar Aziz e o deputado Marcelo Ramos, inimigos do presidente”.

Alexandre de Moraes é relator

Finalmente deram o primeiro passo no Supremo Tribunal Federal (STF) duas ações – uma movida pelo Pros e outra pela Associação Comercial do Amazonas (ACA) – contra o Decreto do IPI. Para azar de Bolsonaro e sua equipe econômica, o relator sorteado foi o ministro Alexandre Moraes, desafeto do presidente. Os dois brigam pela mídia toda semana. Bolsonaro inclusive já colocou nas costas de Moraes a culpa “pelo aumento de preços”, caso ele decida pela derrubada do Decreto do IPI.

Ação contra o governo de São Paulo

Deve ir parar na Justiça também a decisão do governo de São Paulo de não aceitar os créditos de ICMS de empresas que compram na Zona Franca de Manaus. As entidades representativas das indústrias do Polo Industrial de Manaus se mobilizam.

Uso de Máscaras

O Tribunal de Justiça do Amazonas vai manter o uso de máscara nas dependências de todas as suas unidades administrativas e jurisdicionais da capital e interior, seguindo a Resolução n.º 23/2021, a qual exige a apresentação da carteira de vacinação contra a covid-19 para acesso às dependências do Judiciário amazonense e também prevê a obrigatoriedade do uso de máscara de proteção no TJAM.

Publicações relacionadas

Após depoimento, CPI aponta indícios de que empresária seja ‘laranja’ em esquema

Redação

Cidadania digital e eficiência regem discussões do 2º painel do 5º Simpósio Nacional de Ouvidorias no TCE-AM

Redação

Amazonino chega a 33% e venceria todos os adversários no segundo turno

Redação

Deixe um comentário