Amazonas Destaques Manaus

Prefeito Arthur Virgílio Neto destaca equilíbrio na atuação do TCE-AM durante posse do novo presidente

A relação de respeito e parceria entre o Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM)  e a Prefeitura de Manaus foi, mais uma vez, destacada pelo prefeito Arthur Virgílio Neto, que participou nesta segunda-feira, 16/12, da cerimônia de posse do conselheiro Mário de Mello, que presidirá o órgão no biênio 2020/2021, tendo como vice-presidente o conselheiro Julio Bernardo Cabral. Também foram empossados os conselheiros  Júlio Lopes, como Corregedor-Geral; Érico Desterro, como Ouvidor; e a ex-presidente Yara Lins, como coordenadora da Escola de Contas Públicas. A solenidade foi realizada no Teatro Amazonas, Centro Histórico de Manaus, com a presença de diversas autoridades.

“Ele [Mário Mello] é uma pessoa culta, um juiz equilibrado, tanto quanto a conselheira Yara, procura mais ensinar que punir e isso ajuda muito, principalmente as prefeituras do interior. É um momento feliz. Sai uma presidente equilibrada, entra um presidente equilibrado, culto e de muito prestígio. Isso é muito bom para o crescimento e aperfeiçoamento dos trabalhos do Tribunal de Contas do Estado”, disse o prefeito, que estava acompanhando da presidente do Fundo Manaus Solidária, a primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro.

A posse contou com a presença de autoridades locais e do ministro Marco Aurélio Melo, do Supremo Tribunal Federal (STF), e Mauro Campbell Marques, ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

O novo presidente do TCE-AM foi eleito por unanimidade, no dia 15 de outubro. Nascido em Alagoas, ingressou na Corte de Contas em setembro de 2015. Antes, Mário de Mello era representante do governo do Amazonas em Brasília. Em sua trajetória como conselheiro do TCE-AM, ocupou o cargo de ouvidor-geral, presidente da 2ª Câmara e a vice-presidência. Idealizou o 1º Simpósio Nacional de Ouvidorias, evento que tem atraído centenas de autoridades para melhorias e o aperfeiçoamento do sistema de ouvidorias.

“Ao assumir o cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas, iniciei uma nova fase, do verdadeiro servir. Como membro de um colegiado, entendo que a nossa missão deve ser continuada em cada gestão. Hoje, ao receber essa missão, sinalizo que a diretriz de nossa gestão será um tribunal rejuvenescido, fazendo o seu papel de guardião do erário”, disse o novo presidente, conselheiro Mário Mello. 

A conselheira Yara Lins deixa a presidência e fica na história como a primeira mulher a liderar a Corte de Contas. Ela agora vai coordenar a Escola de Contas Públicas. Em sua despedida da presidência, ela prestou conta de suas ações para modernizar o tribunal, entre eles o Planejamento Estratégico, reorganização do controle externo e a certificação de qualidade obtida junto à Associação dos Membros dos Tribunais de Contas (Atricom).

“O TCE-AM tem uma responsabilidade social que transcende a fiscalização de gastos”, disse a conselheira. “Parabenizo meu grande amigo Mário de Mello, reitero minha grande alegria e satisfação em passar a presidência às suas mãos”, finalizou.   

Texto – Jacira Oliveira / Semcom

Fotos – Alex Pazuello / Semcom

Publicações relacionadas

Envolvida na Operação Maus Caninhos Nejmi Aziz não assumira Vaga de Ricardo Nicolau

Redação

Com dias contados? Delegados reagem às ameaças de facção em Manaus

Redação

Candidato a prefeito em Manaus poderá gastar até R$ 10,227 milhões na campanha

Redação

Deixe uma resposta