Amazonas Destaques Manaus

Preço da tarifa de ônibus é mantido a R$ 3,80

Pelo terceiro ano consecutivo, a Prefeitura de Manaus mantém a tarifa pública do Sistema de Transporte Coletivo congelada em R$ 3,80. O decreto 4.747, assinado pelo prefeito Arthur Virgílio Neto, foi publicado no Diário Oficial do Município (DOM), desta quarta-feira, 5/2. A medida já havia sido anunciada pelo próprio prefeito, como parte das melhorias propostas a partir da intervenção junto às empresas que operam no sistema.

“Para mim, é uma questão de justiça social. Não posso majorar a tarifa sem ter efetivas melhorias no sistema ou até mesmo repassar essas custas à população”, afirmou o prefeito Arthur Neto. O decreto determina ainda a manutenção da meia-passagem no valor de R$ 1,50, contabilizada em créditos por meio do Cartão Estudantil, além da gratuidade aos passageiros isentos.

Conforme a Lei 2.545, aprovada pela Câmara Municipal de Manaus (CMM), o município irá oferecer subsídio orçamentário para o custeio do sistema, tendo como base a diferença entre a Tarifa de Remuneração para Serviço de Transporte Urbano (tarifa técnica da modalidade convencional), estabelecida em R$ 3,8580, e o valor da tarifa pública, que foi mantida em R$ 3,80.

A subvenção para custeio do transporte convencional contará ainda com recursos do Fundo Municipal de Mobilidade Urbana (FMMU), instituído pela Lei 2.552, com a finalidade de promover os suportes técnico e financeiro necessários às políticas de melhoria da mobilidade urbana, focadas nos aspectos da infraestrutura, segurança e acessibilidade.

“A Câmara tem sido uma importante parceira da nossa gestão. É importante deixar claro que vamos subsidiar o sistema, enquanto as demais medidas posteriores à intervenção se consolidam. Uma das minhas principais metas para este ano, quando encerro meu mandato, é deixar um sistema equilibrado”, garantiu o prefeito.

Renovação da frota

Outra importante medida que atende às determinações do prefeito Arthur para equilíbrio do sistema de transporte público coletivo foi iniciada esta semana com a assinatura, pelos empresários, de um documento no qual se comprometem a agilizar a renovação da frota de ônibus. A carta foi apresentada pelo diretor-presidente do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), Francisco Bezerra.

“O prefeito está empenhado em apresentar uma frota de ônibus de qualidade, como a população de Manaus merece. Após o fim da intervenção, que fez uma radiografia do setor de transportes, nossa prioridade é trazer ônibus novos e confortáveis. Por isso, elaboramos o documento para firmar esse compromisso junto aos empresários”, assegurou Bezerra.

A meta da Prefeitura de Manaus é colocar em circulação 300 ônibus novos, a partir de junho deste ano. Os veículos serão dos modelos convencionais e articulados.

Segundo o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), a assinatura do documento representa o esforço das empresas de transporte coletivo em honrar o compromisso com a população manauara. “Temos negociado medidas para que haja o reequilíbrio econômico-financeiro e, consequentemente, melhorias possam ser implementadas no serviço de transporte coletivo. A aquisição de 300 ônibus é o primeiro passo para que ocorra um novo cenário do sistema em Manaus”, informou o presidente do Sinetram, Marco Aurélio Feitosa.

Foto (prefeito) – Alex Pazuello / Arquivo Semcom

Disponível em – https://flic.kr/p/2ij3YQc e

Foto (novo ônibus) – Nathalie Brasil / Arquivo Semcom

Disponível em – https://flic.kr/p/2ij5VKr

Publicações relacionadas

Operação Poseidon: Exercício militar reúne mil homens no Rio de Janeiro

Redação

David Almeida desmente fake news sobre “superfaturamento de cirurgias”

Redação

Trânsito será interrompido para obra do Complexo do Manoa, nesta quinta-feira

Redação

Deixe uma resposta