Amazonas Destaques Manaus

Política municipal de proteção ambiental já alcançou mais de 600 mil metros quadrados de áreas verdes

Com a marca de mais de 260 mil mudas plantadas em toda a cidade, a gestão do prefeito Arthur Virgílio Neto tem sido reconhecida pela forte política de proteção ambiental. Além das ações de arborização e paisagismo, a Prefeitura de Manaus alcançou, nos últimos sete anos, mais de 600 mil metros quadrados de área verde com projetos de preservação.

“Manaus é a capital da Amazônia e precisa mostrar uma política ambiental muito forte nesse sentido. Fizemos um programa pioneiro de arborização e paisagismo, criamos os parques da Juventude, onde se resgatam áreas verdes degradas e as transformam em áreas de lazer para a comunidade integradas ao meio ambiente e, para mim o mais significativo, consolidamos propostas de preservação da floresta muito bem alinhadas com outros governos da região, por meio do Pacto das Cidades Amazônicas”, destacou o prefeito Arthur Virgílio Neto.

O programa “Espaço Verde na Comunidade”, responsável pela implantação dos parques da Juventude, beneficiou 15 áreas verdes de conjuntos habitacionais. Essas áreas se juntam ao patrimônio ambiental da cidade, composto por 11 unidades de conservação, entre as quais as Áreas de Proteção Ambiental (APAs) e dois corredores ecológicos urbanos: do igarapé do Mindu e da Cachoeira Alta do Tarumã, que têm importância fundamental para a manutenção do ecossistema no ambiente urbano.

O trabalho é desenvolvido em parceria com as comunidades, a partir de um diagnóstico socioambiental realizado junto aos moradores, e tem como foco as áreas verdes e de preservação permanente que se encontravam degradadas em diferentes zonas da cidade.

Outro impacto positivo da proposta é que os parques são viabilizados por meio da iniciativa privada, significando uma economia de, aproximadamente, R$ 4 milhões aos cofres municipais. São compensações ambientais firmadas pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) e emendas parlamentares. Os projetos contam com a parceria da Secretaria Municipal de Parcerias e Projetos Estratégicos (Semppe).

Saium de Manaus

Em 2018, o prefeito Arthur Neto instituiu a APA Sauim de Manaus, com 1.050 hectares, o equivalente a mais de 10 milhões de metros quadrados, com a finalidade especifica de definir estratégias de conservação para a espécie sauim-de-coleira, o Sauim-de-Manaus, criticamente ameaçado de extinção.

Locais contemplados com os parques da Juventude

  1. Conjunto Hiléia 2, Redenção
  2. Loteamento Monte Sinai, Cidade Nova
  3. Núcleo 15, Cidade Nova
  4. Residencial Déborah, Dom Pedro 1
  5. Conjunto Nossa Senhora do Perpétuo, Cidade Nova
  6. Conjunto Lula, Distrito Industrial
  7. Conjunto Jardim Primavera, Parque 10
  8. Colina do Aleixo, no São José
  9. Conjunto Subtenentes e Sargentos, Flores
  10. Conjunto Campo Dourado, Cidade Nova
  11. Nascentes das Águas Claras 1, Novo Aleixo
  12. Nascentes das Águas Claras 1, Novo Aleixo
  13. Conjunto Castelo Branco 2, Parque 10
  14. Conjunto Flamanal, Redenção
  15. Conjunto Rio Xingu, Compensa

Fotos – Márcio James / Semcom, Mário Oliveira / Semcom,

Publicações relacionadas

Suspeito de integrar quadrilha que roubava carros por encomenda de presidiários é preso em Manaus

Redação

Equipe do Samu passa quase quatro horas à procura de vaga em hospitais de Manaus para paciente com suspeita de Covid-19; ‘cada vez mais agravante’

Redação

Diagnóstico retira 12 bairros de Manaus da situação de alto risco para Aedes

Redação

Deixe uma resposta