Amazonas Destaques Manaus

Polícia Federal faz operação em Manaus

A Polícia Federal no Amazonas deflagrou na manhã desta sexta-feira (15/4) a Operação SERONATO, inaugurando a fase ostensiva de dois Inquéritos Policiais instaurados em janeiro e maio de 2019, respectivamente, para investigar as possíveis práticas de crimes como corrupção passiva, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro.

✅ Mandados de apreensão

Foram cumpridos, em Manaus, 6 (seis) mandados de busca e apreensão, todos, expedidos pelo Juiz da 2ª Vara Criminal Federal da Seção Judiciária do Estado do Amazonas. São investigados um delegado de Polícia Federal, atualmente licenciado, e dois dos seus familiares, além de dois empresários e da ex-sócia de uma das empresas envolvidas.

✅ Policial investigado

As provas da materialidade delitiva e indícios de autoria colhidos ao longo do primeiro Inquérito Policial indicam que o policial federal teria se prevalecido do cargo ao fazer mau uso das informações obtidas durante a investigação que culminou com a Operação Udyat, deflagrada no ano de 2012, para viabilizar, de forma indevida, o agenciamento da venda de uma empresa pertencente a sua mãe pelo valor de R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais).

✅ Paisagismo milionário

Por meio da segunda investigação criminal a Polícia Federal pretende esclarecer sobre as possíveis ocorrências de crimes de falsidade, favorecimento em razão do cargo e lavagem de dinheiro, em relação a fatos que envolvem a subcontratação, realizada por um consórcio de empresas que atuou na construção do Aeroporto Internacional de Manaus/AM, para que a empresa registrada em nome da mãe do policial federal, executasse o paisagismo do aeroporto, pelo valor de R$ 1.200.000,00 (um milhão e duzentos mil reais).

✅ Nome da operação

O nome da operação é uma alusão às suspeitas de que um dos investigados teria se prevalecido do cargo policial para cometer fatos que tinha por dever reprimir.

✅ Vídeo de terror

Um vídeo mostrando um avião da Polícia Federal no aeroporto Eduardo Gomes tirou o sono de muita gente em Manaus. Apesar da operação da PF deflagrada nessa manhã na capital amazonense, o avião parou em Manaus só para reabastecer e seguiu para Boa Vista. Não desembarcou nenhuma equipe de policiais na cidade. Por enquanto!

✅ Wilson bate o pé e ignora TCE

Mais um dia que o governador Wilson Lima (PSC) insiste em não atender a recomendação do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE) para demitir a secretária de Saúde, Simone Papaiz. Por ordem do governador, ela continua despachando normalmente como se nada tivesse acontecido. O governador está pagando pra ver até onde o TCE pode enquadrá-lo.

✅ Alessandra quer parar CPI

A deputada Alessandra Campelo (MDB) anunciou que vai à Justiça contra a instalação da CPI para investigar denúncias de corrupção na Secretaria de Saude do Estado (Susam). Alessandra questiona a legalidade da escolha dos membros da CPI feita monocraticamente pelo presidente da Aleam, Josué Neto (PRTB). Os deputados de oposição dizem que Alessandra não quer a investigação na Susam por ter interesses pessoais.

✅ Governo paga empresas médicas

Depois de muita pressão, o governador Wilson Lima mandou pagar R$ 51,7 milhões de dívidas com empresas médicas contraídas na sua administração e mais R$ 10,8 milhões de dívidas de 2018.

✅ Vídeo emocionou

O vídeo da ativista ambiental sueca, Greta Thunberg e de outros adolescentes, num apelo ao mundo pela Amazônia, onde cita Manaus como referência, está emocionando muitas pessoas. Dias atrás o prefeito Arthur Neto enviou carta e vídeo a Greta, relatando as dificuldades no enfrentamento ao coronavírus

Publicações relacionadas

Governo anuncia retorno das aulas presenciais do ensino fundamental em Manaus para 30 de setembro

Redação

Empresas de ônibus têm prejuízo de R$ 600 mil em decorrência da pandemia do coronavírus, aponta Sinetram

Redação

Santander vê continuidade das reformas como “vacina para a economia”

Redação

Deixe uma resposta