Polícial Amazonas Destaques Manaus

PF pediu prisão de Wilson, mas STF não autorizou

A Polícia Federal pediu a prisão do governador do Amazonas, Wilson Lima, mas o Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou o pedido alegando que “não se justifica a imprescindibilidade da decretação da extraordinária medida cautelar de privação de liberdade do chefe do Executivo estadual ao menos neste momento”.

A PF cumpriu mandado de busca e apreensão na casa de Wilson na manhã desta terça-feira (30), durante a operação Sangria, que investiga crimes de corrupção, fraude a licitação e desvio de recursos federais.


MPF diz que Wilson comandou

As investigações do Ministério Público Federal (MPF) sobre a prática de fraudes na compra de respiradores superfaturados realizado pelo Governo do Amazonas, apontam que o governador Wilson Lima (PSC) comandou e orientou o processo de aquisição dos equipamentos, conforme a subprocuradora-geral da República Lindôra Araújo. As irregularidades levaram à deflagração da Operação Sangria realizada pela Polícia Federal (PF) e pelo MPF nesta terça-feira (30) em Manaus, cumprindo mandados de prisão e de busca e apreensão.
“Os fatos ilícitos investigados têm sido praticados sob o comando e orientação do governador do estado do Amazonas, Wilson Lima, o qual detém o domínio completo e final não apenas dos atos relativos à aquisição de respiradores para enfrentamento da pandemia, mas também de todas as demais ações governamentais relacionadas à questão, no bojo das quais atos ilícitos têm sido praticados”, destaca Lindôra Araújo

Publicações relacionadas

URGENTE: MORRE O MESTRE KLINGER ARAÚJO, O FURACÃO DO BOI

Redação

Presidente Mario de Mello recebe medalha Ruy Araújo da Aleam

Redação

Sem consenso, policiais militares do Ceará continuam amotinados

Redação

Deixe uma resposta