Cotidiano Destaques

PEC do Orçamento de guerra aumenta poderes de Bolsonaro, dizem entidades

Carta assinada por cem entidades da sociedade civil e divulgada hoje afirma que a chamada PEC (Proposta de Emenda à Constituição) do Orçamento de guerra prioriza o socorro às instituições financeiras e concentra poderes no presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Aprovada na Câmara e a caminho de ser votada no Senado amanhã, a PEC tem o propósito de ampliar as margens de ação para o governo durante a pandemia de covid-19, doença causa pelo novo coronavírus. Entre outras coisas, a proposta permite que o Banco Central injete dinheiro para socorrer empresas em dificuldade durante a crise.

FONTE:uol

Publicações relacionadas

Sem consenso, policiais militares do Ceará continuam amotinados

Redação

Josué propõe fim da guerra política e pede que o governador faça o mesmo

Redação

Vice-governador do Amazonas é alvo de operação que investiga desvios na saúde

Redação

Deixe uma resposta