Amazonas Destaques Manaus

Parceria entre prefeitura e multinacional oferece exposição virtual gratuita no Museu da Cidade de Manaus

Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), com apoio do Sustentabilidade e Cultura Produções, em parceria com a NTICS Projetos, realiza o “Legado na Comunidade: Programa Arte e Jovens nos Museus”. As atividades, todas on-line e gratuitas, começaram em dezembro do ano passado e seguem até maio deste ano.

Nesta quarta-feira, 2/2, a partir das 14h, de maneira gratuita, será realizada uma mostra com fotografias sobre a natureza, escolhidas em um concurso nacional, tema da segunda exposição do projeto “Legado na Comunidade: Programa Arte e Jovens nos Museus”, que incentiva crianças e adolescentes a frequentarem museus, ainda que de forma virtual. A mostra “Fotógrafos da Natureza” estará disponível para visitação no site: www.ntics.com.br/arteejovensnosmuseus

A exposição fica disponível para visitação até o final do mês de março. Após esse período, começa a terceira mostra do programa, intitulada “Empreendedoras do Século”. 

Conforme o diretor-presidente da Manauscult, Alonso Oliveira, o projeto disponibilizará três exposições, e após as visitas virtuais, os alunos serão convidados a fazer um desenho sobre a exposição, que, ao final do projeto, será usado para criar um mural virtual de desenhos.

“A exposição virtual vai trazer uma questão reflexiva sobre o meio ambiente, para que os visitantes saibam mais sobre o nosso ecossistema, tudo isso, de forma on-line e gratuita. O Museu da Cidade de Manaus continua com a sua missão educadora, que por conta da pandemia da Covid-19, tivemos que adaptar, para continuarmos levando educação, cultura, arte e entretenimento”, explicou Oliveira. 

Estudantes de 11 a 17 anos da cidade de Manaus poderão participar de visitas guiadas por um arte-educador para conhecer a exposição que, terá como cenário o Museu da Cidade (Muma), localizado no Paço da Liberdade, Centro Histórico de Manaus. O objetivo é que os estudantes e todas as pessoas que acessarem a exposição possam sentir a experiência de visitar um museu, ainda que de forma virtual. O programa abrangeu capacitação para educadores da cidade, realizada em dezembro do ano passado.

Realizado pelo Sustentabilidade e Cultura Produções, em parceria com a NTICS Projetos e patrocinado pela Whirlpool Corporation, dona das marcas Brastemp, Consul e KitchenAid, e ainda com apoio da Prefeitura Municipal de Manaus, a iniciativa pretende democratizar o acesso a programas culturais e incentivar as visitas presenciais a museus da cidade, especialmente após o período de isolamento social ocasionado pela pandemia da Covid-19.

Para quem tem interesse em ver como funciona o programa, está no ar, no site do projeto, a primeira exposição “Habilidades do Futuro – A coragem de ser quem somos”, que faz um passeio pelas competências e aptidões mais demandadas em um futuro próximo, mais moderno e tecnológico. 

Cada exposição terá duração de dois meses. Após esse período, como legado para a comunidade local, a mostra continuará no ar e poderá ser acessada por toda a população. A expectativa é atender duas mil pessoas em Manaus. Além da exposição, os visitantes podem acessar cinco documentários, que tratam de temáticas sobre infância e equidade.

Além da capital amazonense, o projeto também será apresentado nas cidades de Joinville (SC) e Rio Claro (SP), cidades onde a Whirlpool Corporation, patrocinadora do projeto, possui operações.

“Para nós da Whirlpool, é muito recompensador investir em ações sociais voltadas para educação e sustentabilidade. Entendemos a importância de levar conhecimento, por meio de eventos com programações e experiências culturais, de forma inclusiva e diversa, como um de nossos compromissos com as futuras gerações”, comenta Eduardo Vasconcelos, diretor de Relações Institucionais da Whirlpool.

O projeto foi idealizado para atender a metas de quatro dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). São eles: Educação de Qualidade (ODS 4), Igualdade de Gênero (ODS 5), Redução das Desigualdades (ODS 10) e Ação contra a mudança global do clima (ODS 13). Os objetivos foram criados pela Organização das Nações Unidas em acordo com seus países-membros e dispõe sobre planos e ações para promover o desenvolvimento sustentável em todo mundo até o ano de 2030.

“Acreditamos que a arte tem papel fundamental na valorização do patrimônio cultural local e no desenvolvimento da economia criativa. Infelizmente, o acesso a produtos culturais, como exposições em museus, por exemplo, ainda está longe da realidade da maior parte da população. Por isso, pensamos neste projeto como um meio para democratizar esse acesso e mostrar que a arte deve estar a serviço da sociedade e do seu desenvolvimento”, explica a especialista em Inovação e Sustentabilidade ESG, da NTICS Projetos, Ana Carolina Xavier.

Publicações relacionadas

Assembleia Legislativa e Transire doam mil protetores faciais aos profissionais de saúde da Capital

Redação

Relator do impeachment, Dr. Gomes pede arquivamento de denúncias contra Wilson Lima

Redação

Processo de impeachment do prefeito de Itacoatiara segue para julgamento em plenário

Redação

Deixe um comentário