Amazonas Destaques Manaus

Parceria entre prefeitura, Aleam e CMM viabiliza novos postos de vacinação

Empenhado em acelerar o processo de vacinação contra a Covid-19, o prefeito de Manaus, David Almeida, se reuniu neste sábado, 13/2, com os presidentes da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), deputado Roberto Cidade, e da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador David Reis, e firmou um acordo para que as estruturas internas de saúde, dos órgãos legislativos, abriguem novos pontos de vacinação na capital.

A decisão de ampliar a rede de atendimento à população aconteceu após reunião com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que, desde a noite de sexta-feira, 12, está em Manaus para participar do planejamento das próximas fases da Campanha de Vacinação contra à Covid-19 no Amazonas.

Segundo David Almeida, os novos pontos serão fundamentais para qualificar ainda mais o sistema de vacinação adotado pela Prefeitura de Manaus, que, de acordo com a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), deve ser referência para outras capitais brasileiras.

“Proporcionalmente, Manaus é a capital brasileira que mais vacina contra a Covid-19. Até este sábado, já conseguimos vacinar mais de 105 mil pessoas com a primeira dose. Em breve vamos receber um novo lote de vacinas do Ministério da Saúde. Com a chegada de mais vacinas, ampliamos os grupos de vacinação, por isso estamos abrindo novos postos para que o atendimento seja mais rápido para a população. Somente com esse trabalho integrado vamos conseguir vencer esse vírus”, explicou Almeida.

O presidente da Aleam, Roberto Cidade, afirmou que a Casa está de portas abertas para ajudar no combate e na vacinação contra a Covid-19.

Já o presidente da CMM, vereador David Reis, destacou que a soma de esforços vencerá a pandemia e o legislativo municipal também dará sua contribuição.

Anúncio

Na última quinta-feira, 11, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello anunciou, durante sessão no Senado Federal, que irá antecipar a vacinação das pessoas acima de 50 anos residentes em Manaus. Ele explicou que será um trabalho entre os ministérios da Saúde e da Defesa para realizar o transporte e distribuição dos novos lotes do imunizante que será destinado à capital do Amazonas.

Entretanto, o ministro não deu um prazo para que as vacinas sejam enviadas.

Além disso, Pazuello informou que solicitará ao presidente da República, Jair Bolsonaro, que Manaus realize, em caráter de urgência, a imunização de pelo menos 70% da sua população, para que ocorra uma baixa significativa no número de novos casos da doença na cidade.

— — —

Texto – Thiago Fernando / Semcom

Fotos – Israel Conte / Semcom

Publicações relacionadas

Prefeitura conclui dragagem em mais de seis mil metros do igarapé do Mindu

Redação

Presidente do Senado, Davi Alcolumbre testa positivo para coronavírus

Redação

Governador do Amazonas confunde gestão com ‘algo ditatorial’, diz presidente do TCE

Redação