Amazonas Destaques Manaus

Para marcar o Agosto Dourado, Unimed Manaus promove palestras e rodas de conversa para incentivar o aleitamento materno

De janeiro a julho deste ano, seis litros foram coletados na maternidade Unimed e encaminhados ao banco de leite para pasteurização e, quase metade, foi doada para os prematuros nascidos nas maternidades da rede pública do estado

Com o tema “Proteger a Amamentação: uma responsabilidade de todos”, a Unimed Manaus realiza, até o dia 6 de agosto, a Semana Mundial do Aleitamento Materno. Durante o evento, organizado pelas equipes do Núcleo de Educação Permanente, Viver Bem e Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal Pediátrica da Unimed Manaus, estão sendo realizadas palestras e rodas de conversas com nutricionista, fisioterapeuta, fonoaudiólogo e pediatras, profissionais que vão abordar os vários aspectos positivos da amamentação na vida dos bebês, levando a mensagem extensiva aos pais, e a família. É hora de informar, engajar e potencializar ações para proteger a amamentação em todos os níveis.
Como parte da programação, durante todo o mês de agosto, o prédio do hospital e maternidade terá iluminação cênica, com luzes douradas em alusão ao leite materno, “considerado alimento padrão ouro para os bebês”, como explica a coordenadora médica da UTI Neonatal Pediátrica da Maternidade Unimed, Regina Sodré Fernandes.
A coordenadora é a Idealizadora do projeto “Cantinho do Leite”, onde a mãe realizava a ordenha do seu leite para oferecer ao seu bebê internado na UTI e que, mais tarde, em 23 de junho de 2015, deu lugar ao posto de coleta de leite humano do hospital maternidade Unimed e a sala de processamento de leite humano o primeiro da rede hospitalar privada.
Em meio a programação do Agosto Dourado, Regina Fernandes, comemora que, apesar da pandemia, de janeiro a julho deste ano, quase seis litros de leite humano foram extraídos no posto de coleta da maternidade e, desse total, quase metade (2.490 ml) foi encaminhada para pasteurização no Banco de Leite Humano Fezinha Anzoategui, seguindo todas as normas de segurança previstas na legislação que regulamenta o funcionamento dos Postos de Coleta de Leite Humano no Brasil.
A coordenadora lembra que, para ser doadora basta ligar no telefone (92) 3212-2008 que uma equipe vai até a residência coletar os dados para o cadastro repassar orientações relacionadas a ordenha e armazenamento do leite materno. “As doadoras recebem frascos de vidros e semanalmente nossa equipe faz o resgate do o leite ordenhado pela própria mãe doadora”, conta.
De acordo com Regina Fernandes, a sociedade precisa se conscientizar do papel coletivo na promoção do aleitamento materno. “Há sempre uma pressão muito forte em cima da mãe, mas é fundamental entender a importância do apoio familiar no que se refere a outras responsabilidades como cuidar da casa, dos outros filhos, por exemplo”, acrescenta.
A coordenadora destaca, que na maternidade Unimed, as equipes recebem capacitação para orientar e auxiliar as mães na amamentação, tanto no período em que estão internadas, quanto depois de terem alta médica.
Regina Fernandes reitera que não há alimento mais completo para o desenvolvimento saudável do bebê que o leite materno. “Por meio do aleitamento materno o bebê recebe os anticorpos da mãe que o protegem contra doenças como, diarreia e infecções, principalmente as respiratórias. O risco de asma, diabetes e obesidade é menor em crianças amamentadas, mesmo depois que elas param de mamar. A amamentação é, ainda, um excelente exercício para o desenvolvimento da face da criança, importante para que ela tenha dentes fortes, desenvolva a fala e tenha uma boa respiração”, destaca.
Compromisso compartilhado
Na abertura da Semana Mundial do Aleitamento Materno, realizada na terça-feira (03/08), a diretora técnica da Unimed Manaus, Lucilaide dos Santos, falando para uma planteia de profissionais da saúde, familiares de pacientes, mães e pais de bebês nascidos na maternidade Unimed, destacou a importância de que todos da família, se comprometam com o processo de aleitamento materno. “A amamentação é um processo que tem que envolver a mulher, o parceiro e toda a família. Ela não consegue amamentar com sucesso se ela não tiver apoio. É de extrema importância que todo mundo que faça parte do convívio social desta mulher compreenda e saiba como apoiar o aleitamento materno”, orientou.
Nesta quarta-feira (04/08), a palestra foi com a nutricionista Fernanda Cauper, que abordou os aspectos nutricionais do leite materno e, em especial, os benefícios da amamentação oferecida ao recém-nascido, logo após o nascimento. “Devido a sua composição de nutrientes, o leite materno é considerado um alimento completo para garantir o crescimento e o desenvolvimento saudável do bebê durante os primeiros dois anos de vida ou mais. É um alimento de fácil e rápida digestão, completamente aproveitado pelo organismo infantil”, explicou.
Mãe de uma menina e esperando o segundo filho, que ainda não descobriu o sexo, Kátia Fernandes de Oliveira da Silva compartilhou sua experiência de como a amamentação foi transformadora na sua vida. O parto dela, cesariana, foi na maternidade Dona Lindu, mas como se tornou uma incentivadora do aleitamento materno, sempre que pode, participa dos eventos sobre o assunto. “Vi nas redes sociais da Unimed Manaus que teria a programação do Agosto Dourado, me inscrevi no site e estou aqui, compartilhando a minha experiência”, disse.
Segundo ela, amamentar a filha foi, até aqui, a experiência mais surpreendente que vivenciou. Algo que começou de forma dolorida, pelas dificuldades iniciais, mas que, depois, foi de felicidade plena. “Tudo é possível, quando se tem fé e persistência. Eu superei todas as dificuldades e, como recompensa, me senti plena, e hoje me sinto extremamente agradecida, porque minha filha cresce sadia, tem uma dentição saudável e, muito raramente, adoece”, contou emocionada e emocionando outras mamães que estavam na plateia.
A programação prossegue nesta quinta e na sexta-feira, com a palestra da fisioterapeuta Sheila, abordando o envolvimento de todos da família no processo de aleitamento materno, e uma roda de conversa com a fonoaudióloga Georgeth Miglio, que abordará as vantagens da amamentação para a mãe, pai, bebê, família, e sobre o uso de mamadeira ou chupeta.

Publicações relacionadas

Alfredo participa de encontros e fala do quanto contribuiu com a cidade de Manaus

Redação

Candidata a vice-prefeita é alvo de atentado na madrugada desta sexta-feira

Redação

A promessa de se construir e aparelhar um hospital com 150 leitos em apenas seis meses só deixa claro para todos o tamanho da inexperiência e do desconhecimento em gestão pública do candidato Ricardo Nicolau. Manaus precisa continuar se desenvolvendo e não retroceder ao tempo em que falácias e promessas fantasiosas davam o tom da política em nossa cidade.

Redação

Deixe uma resposta