Amazonas Destaques Manaus Polícial

Pai diz ter visto filho com faca na mão após matar namorada de 14 anos: ‘Para não me fazer de besta’, teria dito rapaz à adolescente


Adolescente de 14 anos é encontrada morta na casa do namorado

Um rapaz de 22 anos é o principal suspeito de matar a namorada, uma adolescente de 14 anos, nesta terça-feira (14), na região metropolitana de Manaus. Em depoimento à polícia, o pai do suspeito contou que estava na casa no momento do crime e viu o filho com a faca na mão, em cima da vítima. Enquanto o pai tentava pedir socorro, o rapaz teria falado para a adolescente “isso é pra você não me fazer mais de besta”.

A suspeita inicial da Polícia Civil é que o crime tenha sido motivado por ciúmes e o rapaz, que é procurado, deve ser indiciado por feminicídio.

Corpo da adolescente foi encontrado na casa do namorado dela, em Manacapuru — Foto: Adauto Silva/Grupo Rede Amazônica
Corpo da adolescente foi encontrado na casa do namorado dela, em Manacapuru — Foto: Adauto Silva/Grupo Rede Amazônica

Corpo da adolescente foi encontrado na casa do namorado dela, em Manacapuru — Foto: Adauto Silva/Grupo Rede Amazônica

O crime ocorreu pouco antes das 14h, na casa onde o rapaz mora, no bairro Morada do Sol, na cidade de Manacapuru. De acordo com a delegada Roberta Merly, o pai relatou que, depois de ouvir os gritos da jovem, correu em direção ao cômodo onde eles estavam e encontrou o filho em cima dela. A adolescente ainda estava viva e agonizava após ter sofrido duas facadas. Neste momento, o pai teria entrado em luta corporal com o rapaz para tirar a faca da mão dele.

“Ele pediu para o próprio filho ajudar a reanimá-la, para pedir socorro. Foi quando o suspeito, friamente, virou-se para o corpo dela e disse ‘isso é para você não me fazer mais de besta’. Foram as palavras que, segundo o pai, ele teria proferido”, explicou a delegada titular especializada do município.

Quando a equipe médica chegou, a adolescente já estava morta. As diligências tiveram início ainda na tarde de terça, quando a polícia iniciou as buscas em possíveis locais onde poderia estar o suspeito. Para a delegada, a suspeita é de que alguém da família dele esteja acobertando o rapaz.

Até a tarde desta quarta-feira (15), pelo menos quatro pessoas já tinham sido ouvidas pela equipe de investigação. A polícia pede a colaboração da população que tenha informações sobre o paradeiro do rapaz.

Publicações relacionadas

Delphina tem serviços pagos e só 70% feitos

Redação

Defensoria Pública pede R$ 5,7 milhões da Vivo em indenização por falhas em serviços no Amazonas

Redação

Está sobrando dinheiro nos cofres do Governo de Wilson Lima

Redação

Deixe uma resposta