Amazonas Destaques Manaus

Pacientes com sequelas da Covid-19 recebem acompanhamento domiciliar

O eletricista Agenor Angioli Nazaré, de 60 anos, é um dos 26 pacientes curados da Covid-19 que apresentam sequelas causadas pela doença e que recebem acompanhamento do programa “Melhor em Casa”, coordenado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), que realiza a busca ativa de pacientes na rede estadual para desospitalização, e passou a receber o tratamento em casa.

Desospitalização – O programa atua na identificação de pacientes recuperados da fase aguda da Covid-19, fora do período de transmissão e clinicamente estáveis, e que ainda precisam de acompanhamento profissional para continuidade do tratamento domiciliar, conforme explica a coordenadora do “Melhor em Casa”, Semira Torres.

Foto: Rodrigo Santos / SES-AM

Com a segunda onda da Covid-19, em janeiro deste ano, e o aumento de casos graves, cresceu a procura por atendimento domiciliar. O programa acompanha adultos e idosos com comorbidades, que estiveram internados em razão do agravo da doença, com visitas realizadas conforme a necessidade e o Plano Terapêutico de cada paciente após avaliação da equipe, segundo Semira Torres.

“Atendemos pacientes encaminhados pelos Hospitais e Prontos-Socorros 28 de Agosto, Platão Araújo, João Lúcio, Hospital Delphina Aziz, Hospital Universitário Getúlio Vargas, Hospital Fundação Adriano Jorge e outras unidades da rede de saúde, para continuidade do tratamento em domicílio devido sequelas em decorrência do agravamento da doença”, destacou.

O “Melhor em Casa” também atende solicitações encaminhadas via e-mail de outras unidades da rede de saúde e de cuidadores de pacientes.

Foto: Rodrigo Santos / SES-AM

Assistência – O programa oferece o serviço de fisioterapia respiratória e motora, adaptação do paciente a ventilação mecânica (monitorização e interpretação dos dados) e a oxigenoterapia, drenagem postural, higiene brônquica, caminhada e a orientação de assistentes sociais.

O atendimento médico domiciliar inclui a avaliação do paciente e a prescrição de medicamentos e outras terapias quando necessário; acompanhamento fonoaudiológico, nutricional e psicológico; cuidados de enfermagem na realização de curativos, trocas de dispositivos e ministração de medicação; além da prescrição e do fornecimento de materiais de saúde necessários ao tratamento do paciente.

O programa do Governo Federal, em parceria com o Governo do Estado, atualmente atende 400 pacientes.

Publicações relacionadas

Recuperado da Covid-19, bebê de um ano e quatro meses sai do período de transmissão e recebe alta, no AM

Redação

Assembleia Legislativa do Amazonas aprova Orçamento Estadual no valor de R$ 19 Bi para 2021

Redação

Presidente Josué Neto da Assembleia Legislativa do Amazonas faz live de sua filiação e e forte candidato a prefeitura de Manaus- VEJA VÍDEO

Redação

Deixe uma resposta