Brasil Cotidiano

Os herdeiros da fortuna de Eike e os processos sem fim

O setor de óleo e gás está a beira de uma nova turbulência causada pelo embate com herdeiros da fortuna de Eike Batista. A petroleira carioca 3R, comandada pelo norte americano Starboard, é controlada também por executivos oriundos do falido grupo X, que estão sendo acusados de irregularidades. A Starbord também controla as linhas de transmissão do estado do Amapá e está sendo investigada pela Aneel por negligência, tendo recebido uma multa de R$ 600 mil devido ao apagão de novembro de 2020 que foi notícia no mundo inteiro.

Já a 3R é presidida por Ricardo Savini, que responde a nada menos que 600 processos por calotes em 9 estados da Federação. A complicação fica ainda maior porque a Petrobras, para a qual Savini prestava serviços de geologia, está sendo processada pelos credores do seu antigo fornecedor para pagar pelos danos e calotes alheios.

Tudo indica que essa história vai longe e que pode causar danos até mesmo na economia nacional, entre processos e acordos, milhões de dólares estão em jogo.

Publicações relacionadas

Tribunal de Justiça garante ao Ipaam decisão de suspender atividades de Parque Aquático no Tarumã

Redação

DEPUTADOS IRÃO DISCUTIR MENSALIDADE ESCOLAR NO AMAZONAS

Redação

Brasil teve 648 casos de feminicídio no primeiro semestre de 2020

Redação