Amazonas Destaques Manaus

Operação ‘Mão de Ferro’ abre as atividades da Polícia Militar do Amazonas e Força Nacional de Segurança

Governador Wilson Lima acompanhou o início da operação para restabelecimento da ordem no Estado

144 agentes da FNSP e 12 mil da Secretaria de Segurança vão atuar na capital e nas cidades onde houve ocorrências

O governador Wilson Lima acompanhou, na manhã desta quinta-feira (10), no Comando de Policiamento Especializado (CPE), na zona centro-oeste de Manaus, o início da operação “Mão de Ferro”, que é executada pela Polícia Militar do Amazonas (PMAM) e Força Nacional de Segurança, a fim de restabelecer a ordem no estado, após os incêndios e atos criminosos na capital e em municípios do interior, registrados no último final de semana.

As equipes da Força Nacional vão atuar em Manaus e nos municípios onde houve registro de ocorrências, informou o governador. O planejamento foi definido em conjunto entre a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP-AM) e a Força Nacional de Segurança.

“Nós continuamos recebendo homens da Força Nacional para reforçar as nossas forças de segurança nesse trabalho de garantir a tranquilidade à população. Parte dessa tropa já está aqui em Manaus e, nesse momento, ela foi apresentada ao nosso efetivo da Rocam e também da Força Tática e estão indo até aqueles locais que apresentam risco, ou pelo menos onde aconteceram aqueles episódios mais significativos na madrugada de sábado para domingo”, destacou Wilson Lima.

A programação é que a tropa de 144 agentes nacionais esteja integralmente na capital até sábado (12). Eles vão se somar aos mais de 12 mil servidores do sistema de segurança pública do Amazonas, que estão em atuação.

Segundo a SSP-AM, 42 adultos foram presos e três adolescentes foram apreendidos, sendo todos colocados à disposição da Justiça, por envolvimento nos ataques criminosos. Nesse total, inclui-se a prisão de cinco traficantes considerados lideranças do grupo criminoso que ordenou os ataques, após a morte de um traficante em confronto com a Polícia Militar, no sábado passado.
Há diligências ainda em andamento e equipamentos, dispositivos eletrônicos e celulares apreendidos estão passando por perícia. “Os conteúdos estão sendo extraídos, para que a gente possa ter clareza de todas as ações desenvolvidas por esse grupo, que acabou tendo essa reação em razão dessa atuação forte do Governo do Estado no combate ao tráfico de drogas”, destacou Wilson Lima.

Publicações relacionadas

Fundação Hemoam faz homenagem a doadores de sangue

Redação

TCE suspende edital e adia inscrições do concurso para 40 vagas

Redação

Prefeitura promove ação de saúde para o combate à hanseníase

Redação