Amazonas Destaques Manaus

“Não defendo governo que é citado como organização criminosa”

A subprocuradora da República, Lindôra Araújo, foi categórica ao dizer que “está diante da atuação de uma verdadeira organização criminosa que, instalada nas estruturas estatais do governo do estado do Amazonas, serve-se da situação de calamidade provocada pela pandemia de Covid-19 para obter ganhos financeiros ilícitos, em prejuízo do erário e do atendimento adequado à saúde da população”

Além disso, a subprocuradora diz que os fatos ilícitos investigados têm sido praticados sob o comando e orientação do governador do estado do Amazonas, Wilson Lima!!! Por isso, aqueles que são suspeitos de compactuar ou lesar o dinheiro público devem ser afastados do Estado. Assim, cabe a exoneração das secretárias estaduais de Saúde (Susam), Simone Papaiz, e da Comunicação (Secom), Daniela Assayag, que apesar de todos os escândalos ainda estão no cargo destas pastas do Governo do Amazonas. Inadmissível!

Publicações relacionadas

Candidato a prefeito em Manaus poderá gastar até R$ 10,227 milhões na campanha

Redação

Wilson Lima anuncia medidas para conter avanço da covid 19

Redação

Treze pacientes recebem alta de hospital de campanha em Manaus, diz Prefeituta

Redação

Deixe uma resposta