Sem categoria

Morte de parintinense atribuída ao Covid-19 foi de câncer, noticiário fala em Coronavírus e família se revolta

O biólogo e professor de Ensino Médio em Parintins Ney Augusto Souza faleceu, vítima de câncer na garganta, em Manaus. Uma notícia foi publicada, porém, dando a entender que teria sido vítima do Covid-19. “Isso não é verdade. Meu irmão lutava contra o câncer há cerca de dez anos e estava debilitado”, disse Socorro Souza. Ney tinha dez irmãos, nove ainda vivos. Ney estava em casa, em Manaus, quando sofreu uma parada cardíaca. O Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (Samu), acionado, chegou a ir até lá, mas ele havia falecido. “Passou mal e faleceu em casa”, frisa Socorro”.   Conhecido e pranteado Ney era um professor conhecido e querido em Parintins. “Muitas coisas boas foram postadas sobre ele no Face. Foi uma pessoa do bem, que plantou o bem, semeou o bem. Somos gratos por essa memória de alguém que deixou uma contribuição. O Ney contribuiu pela Educação”, disse Socorro. CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE           O professor será sepultado na capital porque não foi possível transportá-lo para Parintins. “Tem o problema da aglomeração, que seria quase inevitável, e o fechamento de portos e aeroporto. A gente não conseguiu trazê-lo e ele será mesmo sepultado em Manaus”, disse a irmã. A pandemia do Coronavírus e a demora dos testes de infecção tem causado dúvidas. Paciente faleceu no Delphina Aziz, nesta sexta (28/03), mas o teste do vírus sai apenas neste sábado. “A gente sabe que houve uma única morte por Coronavírus e que foi um morador de Parintins. Logo que saiu a notícia da morte do Ney houve várias manifestações de carinho por ele. Depois veio essa notícia na TV fazendo parecer que foi de Coronavírus. É preciso esclarecer que, como professor, ele contraiu o câncer na garganta e não se cuidou. Estava frágil, em casa e faleceu disso”, disse Socorro Souza. PMS.AM PANAVUEIRO   Festival Folclórico de Parintins: dúvida é entre Aniversário da Cidade e Semana da Pátria. Entenda o panavueiro inteiro Por Marcos Santos Parintins está sob toque de recolher, sugerido pelo Ministério Público Estadual (MPE) e decretado pela Prefeitura Municipal. A cidade foi lavada com hipoclorito (água sanitária) e tem se esforçado no combate à doença.

Publicações relacionadas

Moradores do Monte Horebe em Manaus protestam em frente à Assembleia Legislativa do AM

Redação

David vai priorizar saúde, educação e mobilidade urbana

Redação

Faleceu hoje em Manaus o senhor Benedito de Andrade Pinto proprietário do Seringal Carará.

Redação

Deixe uma resposta